Xuxa rompe silêncio sobre Marlene Mattos e traições de Pelé: “me fez coisas muito feias”
Xuxa rompe silêncio sobre Marlene Mattos e traições de Pelé: “me fez coisas muito feias”

Uma Xuxa como raramente se vê. A apresentadora deu uma entrevista a Caras argentina na qual, sem papas na língua, fala sobre amores, a decepção com o namorado Pelé e até o rompimento com a ex-empresária Marlene Mattos, assunto quase proibido em sua biografia: “Me roubaram, fui abusada, mas recuperei minha liberdade”.
Ela foi enganada: “Eu nunca soube o que ganhei ou quanto meu show gerou. Eu fui tão inocente que fui muito roubada. Eu nunca soube o quanto ganhei na Argentina. Eu nunca soube o que o canal me pagou e nunca perguntei. Deixei tudo nas mãos de outras pessoas. Eu nunca fiz nada para ganhar mais dinheiro porque nunca me interessei. Me senti usada, abusada”.
Marlene Mattos, desafeto: “Eu amava muito a Marlene, eu a amava e colocava meu amor e meu respeito por ela na frente de qualquer coisa. Não tive com ela uma conexão que não fosse profissional. Se eu tivesse, eu não seria capaz de aguentar (...) Tudo o que ela queria era que eu focasse 100% no meu trabalho. Se eu tivesse me apaixonado por Marlene ou por outra mulher, eu teria dito isso. Uma vez, disseram que eu abusei das paquitas. Tudo mentira! Eu acho que essas coisas foram ditas porque naquela época, nos anos 90, eu não estava com nenhum homem. E se eu não estava com nenhum homem era porque Marlene não deixava”.
Pelé a traiu: “Pelé me fez coisas muito feias. Ele me enganou demais! A ponto de as mulheres com quem ele me traiu estarem no mesmo lugar que eu. E todos sabiam disso. Exceto eu, claro. Ele escreveu um livro e detalhou as mulheres com as quais estava ao mesmo tempo em que estávamos juntos. Pelé também disse que eu era uma “amizade colorida”, como se tivéssemos um relacionamento aberto, e juro que nunca soube”.
“Eu lembro que quando Pelé me conheceu, me perguntou se era virgem. Eu disse sim, e ele respondeu que preferia não estar com mulheres virgens. Então, eu que tinha namorado na época, disse a ele que queria deixar de ser virgem e ele não queria. Ele me disse que era amigo do meu irmão, e não era certo. Embora eu tenha perdido a virgindade num carro com um garoto da minha idade, o primeiro relacionamento, o primeiro real e concreto foi com Pelé. Eu nunca tinha visto nenhum homem antes”.
Szafir, o pai de Sasha: “Eu o conheci e tivemos uma história quando eu tinha 24 anos e ele, 19. Eu não poderia continuar o relacionamento, porque não estava confortável com seis anos de diferença. Então, nos encontramos novamente e o convidei para jantar no meu hotel. Ele foi e nos encontramos novamente. Pedi a ele para fazer os testes de AIDS. Quando ele voltou ao Rio, com as análises, confessei que gostaria de estar com ele, mas de vez em quando. Ele aceitou”.
“Amo o Luciano até hoje. Quero o melhor para ele. Eu o amei, mas diferentemente de outros amores. Ele era a pessoa do momento, mas não do futuro. Eu não queria morrer do lado dele. E eu sempre soube disso. Eu sempre rezo para o bem dele, dos filhos dele. O quero muito bem, mas não como um homem. Mas como a pessoa que me deu a coisa mais linda que eu tenho, minha filha. E ela tem um pai que a ama”.
Cantadas de mulheres: Nunca fiquei com uma mulher. Mas eu era muito procuradas por mulheres. Você sabe, quase todos os namorados que eu tinha perguntaram se eu havia dormido com mulheres. Como há homens que eu não gosto da maneira como se aproximam, também há mulheres que têm um certo grau de agressividade que não me faz me sentir confortável. Agora, se você se aproxima com respeito, eu correspondo da mesma maneira”.

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade









 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1