Sincomércio do Pontal/Alta Paulista cria assessoria na área trabalhista em favor dos empresários
Sincomércio do Pontal/Alta Paulista cria assessoria na área trabalhista em favor dos empresários

O Sincomércio do Pontal do Paranapanema/Alta Paulista, atento às mudanças nas leis trabalhistas que passaram a vigorar a partir de novembro de 2017, criou a assessoria de Recursos Humanos para atender os empresários.
Através da perita contábil Rafaela Romigyo, pós-graduada em Direito Trabalhista e Previdenciário, o empresário, sindicalizado ou não, tem agora a oportunidade de receber orientações sobre as mudanças que afetam diretamente o setor de comércio na área trabalhista.
“A assessoria de maneira preventiva é fundamental para o crescimento e desenvolvimento das empresas, auxiliando-as no seu planejamento administrativo, na gestão preventiva dos contratos de trabalho, na regulamentação da política trabalhista, aliada à cultura interna e à legislação em vigor”, ressalta Rafaela
Para Rafaela, o novo serviço que está sendo implantado no Sincomércio “é diferenciado em todos os sentidos, pois respalda o associado em todas as suas necessidades, com atenção e respeito”.
O presidente do Sincomércio, Guido Denippotti, também destacou a grande oportunidade que está sendo oferecida aos empresários. “Se por um lado as novas leis trabalhistas flexibilizaram a relação capital trabalho, com o negociado prevalecendo sobre o legislado, por outro as cláusulas trabalhistas efetivadas nas convenções coletivas de trabalho, em caso de descumprimento, podem gerar ações contra as empresas e multas aos empresários”, observou.
Guido lembra que as novas leis trabalhistas permitiram segurança jurídica ao empresário, com o negociado prevalecendo sobre o legislado, porém ressalta que a atuação sindical nas negociações coletivas de trabalho se tornou ainda mais imprescindível. “A convenção coletiva de trabalho assegura às empresas maior representatividade por parte do sindicato”, justificou.
Demanda de ações
Em quase 01 ano de vigor, as novas leis trabalhistas ajudaram a reduzir disputas judiciais entre empregadores e empregados.
De acordo com os dados do Tribunal Superior do Trabalho (TST), as novas ações caíram 36,5% no acumulado entre janeiro e agosto comparado ao mesmo período do ano passado.
Esta queda, no entanto, foi motivada por adaptação às mudanças no campo trabalhista. No entanto, como observa o presidente do TST (Tribunal Superior do Trabalho), ministro João Batista Brito Pereira, a adequação da jurisprudência da corte à nova lei trabalhista produzirá o aumento da demanda na justiça do trabalho. Em entrevista ao jornal “Folha de São Paulo” afirmou: “Em 2019 voltaremos aos números de 2016 e 2017, porque os advogados trabalhistas, especialmente aqueles dos sindicatos, são muito preparados e quiseram certamente ver como anda a jurisprudência”.
Serviço:
Assessoria de RH na área trabalhista;
Perita contábil – Rafaela Romigyo;
Atendimento no Sincomércio do Pontal do Paranapanema/Alta Paulista;
Mais informações (18) 3271-3190.

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade









 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes

'ESPELHO DA VIDA'


'O TEMPO NÃO PARA'





1