Dengue: Venceslau se encontra em estado de emergência, diz secretaria
Dengue: Venceslau se encontra em estado de emergência, diz secretaria

Em nota distribuída à imprensa nesta terça-feira, 21, a Secretaria de Saúde de Presidente Venceslau informa que já contabilizou 235 casos confirmados de dengue no município.
De acordo com o órgão venceslauense, a cidade se encontra em estado de emergência, assim como todo o estado de São Paulo devido a epidemia da doença. Por essa razão, a secretaria está solicitando uma participação e colaboração maior da população, pois, segundo nota informativa emitida pelo Ministério da Saúde, todo o Estado de São Paulo está em desabastecimento do inseticida Malathion EW 44%, responsável pela nebulização.
“Devido a alta incidência e epidemia em todo o Estado, o inseticida está em falta e seu reabastecimento está previsto em média de 15 a 30 dias, já que o mesmo é importado da Noruega”, diz a nota. 
“Por isso reforçamos a importância da prevenção em eliminar focos do mosquito, evitando água parada em bebedouro de animais, vasos de plantas, e que cada um mantenha os quintais e terrenos limpos”, recomenda a Coordenadora do Setor de Vigilância Epidemiológica, Lydiana Prieto. 
Ainda de acordo com ela, para cessar a transmissão é necessário acabar com o foco de novos criadouros e eliminar os mosquitos adultos. “Sem mosquito não há Dengue”, diz.
Prieto pede a colaboração da população, autoridades, para que mantenham limpos os terrenos baldios, comércios, ruas, estabelecimentos, casas fechadas e quintais. Vedar caixas da água, eliminar materiais, entulhos que acumulem água, folhas, que servem como criadouro e proliferação para o Aedes Aegypti responsável pela transmissão da Dengue, Zika e Chikungunya e também do mosquito palha, responsável pela transmissão da Leishmaniose. “Tais ações são extremamente importantes para acabar com a infestação do mosquito e com casos novos da doença”, reforça.
A dengue pode matar, por isso a prevenção é a melhor solução. Quem apresentar febre e mais alguns sintomas como: dor de cabeça, dor ao redor dos olhos, dor no corpo, manchas vermelhas na pele, coceira, náuseas ou vômitos, para que procurem as unidades de saúde, para avaliação e conduta. 
Para maiores informações, entrar em contato com a Vigilância Epidemiológica de Presidente Venceslau pelo telefone 3272-2464. 
(Com Assessoria)

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade










 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1