Câmara pretende realizar audiência pública com CAIXA sobre pista de caminhada
Câmara pretende realizar audiência pública com CAIXA sobre pista de caminhada

A presidente da Câmara de Presidente Venceslau, Lucimara Dias (foto), usou nesta quinta-feira, 13, as redes sociais para informar que pretende realizar uma audiência pública com representantes da CAIXA.
A audiência pública visa dirimir dúvidas sobre a construção da pista de caminhada, no prolongamento da avenida Newton Prado.
Conforme Lucimara, além da CAIXA, deverão ser oficiados para a audiência representantes da empreiteira Tucano’s, responsável pela obra, e Secretaria de Planejamento do município.
Lucimara ressaltou, no entanto, que a audiência ocorrerá após a conclusão de auditoria anunciada pelo prefeito Duran, e também caso haja concordância da CAIXA.
Nesta quarta-feira, o prefeito de Presidente Venceslau, Jorge Duran, tornou público que pediu auditoria sobre o convênio com o Ministério dos Esportes que contemplou a construção da pista de caminhada e também da climatização e troca de filtros da piscina olímpica do Centro Municipal de Esportes “José Francisco Abegão”.
Em circular interna, Duran balizou os procedimentos que devem ser adotados pela Secretaria de Planejamento, em conjunto com a equipe de engenharia da CAIXA, para analisar minuciosamente os procedimentos do contrato.
O prefeito menciona que houve questionamento de diversos pontos previstos no convênio. “O município não pode e não deve ficar inerte, devendo agir para fins de preservação dos princípios que norteiam a administração pública”, justificou.
O assunto veio a tona após denúncia feita pelo munícipe Lauren César Lima, que elencou supostas irregularidades na construção da pista de caminhada. Lima encaminhou sua denúncia ao Ministério Público, que já determinou abertura de inquérito. O mesmo teor da denúncia foi encaminhado à Câmara Municipal, que optou, por votos da maioria, não abrir uma CEI (Comissão Especial de Investigação) sobre o caso.
Ressalta-se que a CAIXA é a fonte pagadora da obra. A liberação de recursos para empreiteira responsável ocorre após os engenheiros da instituição financeira fazer a medição e checagem do serviço prestado, com acompanhamento de profissionais do município.
 

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade










 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1