Intradermoterapia Pressurizada

O medo de agulha nunca mais vai te fazer sofrer na hora de buscar seu tratamento estético. A novidade é a Intradermoterapia Pressurizada, tecnologia capaz de tratar, por exemplo, a gordura localizada e as estrias por meio da pressão exercida pelo dispositivo, ou seja, promove sensação mínima, ou quase zero de dor.
O QUE É
A Intradermoterapia pressurizada consiste em um procedimento minimamente invasivo, baseado na aplicação de enzimas diretamente no local a ser tratado, feita por um aparelho de injeção sem agulhas. Esta técnica garante um tratamento eficaz, confortável e indolor.
No caso da Intradermoterapia facial, o objetivo é melhorar a qualidade da pele, aumentar a hidratação e o tônus dos tecidos profundos, proporcionando uma melhora estética da face. O procedimento permite, inclusive, clarear manchas.
QUANDO É INDICADA
A Intradermoterapia Pressurizada é indicada para o tratamento da celulite, gordura localizada, estrias, flacidez, alopécia e desvitalização da pele da face, tanto em homens, quanto em mulheres. O grande diferencial está nas diferentes composições dos ativos, que devem ser preescritos pelo profissional, de acordo com o biotipo e necessidades de cada paciente.
COMO FUNCIONA
O tratamento consiste na aplicação de enzimas na camada mais profundas da pele, tratando a gordura localizada, celulite, linhas de expressão, flacidez e calvice.
Além de dispensar as temidas agulhas, a Intradermoterapia pressurizada oferece uma boa distribuição da enzima ao ser aplicada. Em uma única sessão, o tratamento pode reduzir de 3 até 10 cm.
Esquema de funcionamento do tratamento.
RESULTADOS
Os resultados podem ser observados desde a primeira sessão, podendo ser potencializados por meio da associação de técnicas e tecnologias. 
Para dúvidas, agendamentos ou ver os resultados proporcionados por essa técnica, é só preencher o formulário no final da página 
EFEITOS COLATERAIS
Após aplicação, pode ocorrer dor local, edema, hematomas ou equimose (manchas roxas).
EXISTE ALGUMA CONTRA INDICAÇÃO?
A Intradermoterapia é contraindicada aos pacientes cardíacos não controlados, com problemas hepáticos, renais, disfunções da tireoide, e alérgicos às substâncias aplicadas.
Mas é importante lembrar a importância de uma avaliação, antes da realização de qualquer procedimento. Tanto o número de sessões como também os resultado, podem variar de pessoa para pessoa.
 

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade










 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1