Unipontal reivindica divisão de multa ambiental a secretário de Doria
Unipontal reivindica divisão de multa ambiental a secretário de Doria

Nesta segunda-feira, o secretário de Estado de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, esteve na região para participar de encontro da Unipontal (União dos Municípios do Pontal do Paranapanema).
Na agenda do secretário na região constava uma visita ao Parque Estadual do Rio do Peixe, que abrange os municípios de Presidente Venceslau, Piquerobi, Dracena e Ouro Verde. Conforme o prefeito de Presidente Venceslau, o local se encontra abandonado e é motivo de descontentamento da comunidade, especialmente por pessoas ligadas ao meio ambiente.
A proposta consiste em criar um centro de reabilitação e soltura de animais, atividade esta que, agregada a outras, restabelecerá a finalidade do local, que tem ampla e robusta infraestrutura para tal objetivo
“Em descompasso a sua importância, o Parque Estadual encontra-se sem desenvolvimento de finalidade para a qual foi criado, estando em completo estado de abandono, o que tem gerado muito descontentamento da comunidade, especialmente as pessoas ligadas ao meio ambiente”, justificou Duran.
Penido esteve na Reserva Florestal do Morro do Diabo, em Teodoro Sampaio, onde se realizou o encontro da Unipontal. Na ocasião, o prefeito Duran, que preside a entidade, apresentou uma proposta em defesa de uma divisão da multa ambiental entre o Estado e os municípios da região. 
O prefeito de Teodoro Sampaio, Ailton César Herling (PSB), defendeu a iniciativa da Unipontal, no que refere a um fomento de recursos para os municípios, diante da realidade de que o Pontal do Paranapanema é uma das regiões mais carentes do Estado. “
Viabilidade da proposta 
Na proposta apresentada ao representante do governador João Doria, a Unipontal defende que uma alternativa, que, inclusive, está nos princípios da razoabilidade e da isonomia, seria a divisão entre Estado e os municípios dos valores de multas aplicadas por infrações ambientais, vislumbrando a destinação de 50%  dos valores das multas, em razão de infração ambiental, aos municípios onde houver a autuação. 

Compartilhar Google+


Comentário(s)

Publicidade










 

Siga-nos

Acompanhe o Tribuna Livre nas Redes Sociais!

Notícias Recentes






1