Livro sobre jornalista Altino Correia é lançado em Prudente
Livro sobre jornalista Altino Correia é lançado em Prudente


O livro “Altino: memórias de um repórter”, que narra a trajetória profissional do jornalista Altino Correia, foi lançado nesta sexta-feira à noite, 06. A  noite de autógrafos aconteceu no Centro Cultural Matarazzo, em Presidente Prudente.
A publicação do livro é resultado de um TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) de quatro profissionais de comunicação que concluíram o curso de jornalismo na Unoeste recentemente, a saber: Anne Abe, Camila Saldanha, Nellise Pinheiro e Stephanee Melo.
 “Eu sou apenas um personagem dessa história. O livro é, na verdade, sobre o jornalismo no interior de São Paulo”, afirmou Altino Correia.
O livro foi editado pela Appris, em Curitiba (PR).
Em entrevista ao jornal O Imparcial, uma das autoras do livro, Camila Saldanha, explicou que o livro é voltado para o público da comunicação e para aqueles que conheceram e trabalharam com Altino
De acordo com ela, a obra é um retrato da trajetória profissional de um dos mais importantes repórteres do interior, desde sua forma de trabalhar, como era o jornalismo no passado, a apuração, produção de notícias o uso do telégrafo, em suma, o desenvolvimento do jornalismo regional.
Na entrevista feita pelo jornal prudentino, Altino se mostrou feliz  com o resultado do trabalho, obtido por mais de 30 horas de entrevistas gravadas e cerca de 400 arquivos selecionados, como recortes de jornais, fotografias, áudios de rádio, matérias televisivas, scripts, telex, cartas telegramas, carteiras de trabalho e, claro, o celebrado produto final, o livro.
A obra é dividida em 11 capítulos, possui 211 páginas, é ricamente ilustrado com reportagens publicadas por Altino, além de fotografias de arquivo pessoal. A obra levou cerca de dois anos para ser concluída, passando por um trabalho intenso de pesquisa e produção, e contou com a colaboração de 27 entrevistados, entre eles, profissionais da imprensa, familiares e amigos de Altino Correia, além do próprio jornalista.
Registra-se que textos do “Memórias de um repórter do interior” foram inicialmente publicados nas páginas do Tribuna Livre. (Com O Imparcial)
 

Compartilhar Google+


Comentário(s)

1