‘Bolsonaro Paz e Amor’ recebe a ‘inimiga’ Globo no gabinete
‘Bolsonaro Paz e Amor’ recebe a ‘inimiga’ Globo no gabinete

Teremos em breve um armistício na guerra entre Jair Bolsonaro e o Grupo Globo? Um encontro ocorrido na tarde de quarta-feira (18) poderá estabelecer uma trégua entre o presidente e a mais poderosa empresa de comunicação do Brasil.
O jornalista Heraldo Pereira, âncora do Jornal das Dez da GloboNews, teve uma audiência particular com Bolsonaro no Palácio do Planalto. O compromisso oficial constou na agenda presidencial. Foram dez minutos de olho no olho e troca de afagos.
O chefe da Nação estava tão bem-humorado que até aceitou gravar em vídeo uma pergunta ao ministro da Economia Paulo Guedes, entrevistado ao vivo, horas depois, no Central GloboNews, programa também comandado por Heraldo Pereira.
Mais do que um dos principais nomes do canal de notícias, Pereira é homem de confiança de William Bonner, âncora e editor-chefe do Jornal Nacional, e da cúpula do jornalismo da Globo. Com 58 anos, ele está na empresa desde 1985. Foi o primeiro negro na bancada do JN, onde estreou em 2002.
Heraldo tem fama de hábil mediador. Além de ser formado em Comunicação, possui graduação também em Direito. Como um sagaz advogado, ele transita por todos os grupos políticos. Mantém fontes quentes na esquerda e na direita. Talvez seja o melhor emissário para costurar a pacificação entre o presidente e os jornais e TVs da família Marinho.
A visita de Pereira ao gabinete coincide com notícias na mídia a respeito da fase “paz e amor” de Bolsonaro. Ele estaria interessado em cessar a artilharia contra a imprensa e investir em visibilidade positiva a fim de aumentar os índices de aprovação popular. Aparecer “bem na fita” na Globo e na GloboNews faz bem à imagem pessoal de político de qualquer ideologia. “Lulinha Paz e Amor” que se cuide.

Compartilhar Google+


Comentário(s)

1