Presidente Venceslau poderá ter três ou mais candidatos a prefeito nas eleições de outubro
Presidente Venceslau poderá ter três ou mais candidatos a prefeito nas eleições de outubro

 

O calendário eleitoral para 2020 vai impulsionar o processo eleitoral a partir do mês de março, quando será permitida mudança de partido dos vereadores para as eleições majoritária e proporcional, marcada para o dia 04 de outubro.
Em Presidente Venceslau, a sucessão municipal começa a ser desenhada, com os nomes dos pré-candidatos. 
Pelo menos três estão sendo ventilados nos bastidores políticos. Pelo PSDB, o vereador Tufy Nicolau Júnior já manifestou o desejo de sair candidato a prefeito.
Pelo DEM (Democratas), o nome que está em pauta é do ex-secretário da SEAMMA (Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente), na gestão Ernane Erbella, e atual presidente do Rotary Club, Álvaro Carlos da Silva.
Pelo PT, o nome suscitado é do ex-prefeito e hoje vice Osvaldo Melo. Nesta caso, não se sabe ainda se Melo terá apoio do prefeito Duran, que pode apoiar outro nome.
O vereador João Roberto Coelho, do PHS, disse no Blog do Toninho que aceitaria ser candidato a vice. Recorda-se que Beto Coelho, então no PTB, foi candidato a vice-prefeito na chapa de Osvaldo Melo (PT), que acabou sendo derrotada pela dupla Ernane e João Monteiro, em 2008. 
Na Câmara, além de Tufy e Beto Coelho, são ventilados os nomes de Raphael Balhestero (Cidadania), Lucimara Dias (PV) e Mestre Tota (PHS).
Fora do legislativo, aparecem nomes de secretários da gestão Jorge Duran, entre os quais, Élcio Júnior, do Gabinete, Fernando Hamada, da Saúde, e Dilson Leite, de Obras e Serviços.
Até seis meses antes das eleições, os partidos poderão filiar outros pretensos candidatos. Neste caso, é possível que apareçam nomes que nunca disputaram eleição, constituindo uma novidade para os eleitores.
Os ex-prefeitos Ernane Erbella e Ângelo Malacrida, informalmente, anunciaram que não vão disputar eleição.

Compartilhar Google+


Comentário(s)

1