SP quer antecipar campanha de vacinação contra gripe
SP quer antecipar campanha de vacinação contra gripe


O Governo de São Paulo pretende antecipar a vacinação contra a gripe no estado para o início de março. No calendário nacional, ela estava inicialmente prevista para começar apenas em abril.
A proposta foi apresentada ao ministro da Saúde, na tarde desta quinta-feira (27), em reunião no Palácio dos Bandeirantes, segundo informou o infectologista e responsável pelo centro de contingência que irá coordenar ações contra a propagação do Covid-19, David Uip (foto).
O objetivo, aponta o especialista, é diminuir a contaminação por três tipos de vírus e evitar que a população confunda os sintomas com o coronavírus.
“O que discutimos com o ministro [Mandetta] é que o [Instituto] Butantã consegue disponibilizar a vacina [contra a gripe] no começo de março. Propomos que a vacina não precisa ir para a Brasília e voltar pra São Paulo. Arrumar uma logística para sair do Butantã e distribuir pelos 645 municípios de São Paulo. A vacina está pronta e tira três vírus de circulação”, explicou.
Uip ainda destaca que “É importante que as populações mais vulneráveis sejam vacinadas porque você diminui a circulação de pelo menos dois vírus. Dois do grupo influenza A e um do grupo Influenza B. A tetravalente que tem em clínicas privadas tem dois sorotipos do tipo B” .
No início de fevereiro, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, chegou a afirmar que a campanha de vacinação contra a gripe no país seria antecipada.
A declaração foi dada durante durante a 1ª Reunião Ordinária da Comissão Intergestores Tripartite 2020, com secretários de Saúde dos Estados e capitais de todo o país para discutir estratégias de um plano de contingência caso o coronavírus chegasse ao Brasil.
Na ocasião, Mandetta disse que a antecipação estava prevista antes mesmo de o surto de coronavírus surgir no mundo. A nova data, porém, ainda não foi divulgada pelo Ministério.

Compartilhar Google+


Comentário(s)

1