Para Bragato, região de PP já possui índices para mudança de fase no Plano São Paulo
Para Bragato, região de PP já possui índices para mudança de fase no Plano São Paulo

 

O governador João Doria anunciou nasegunda-feira, 27, novos critérios para o Plano São Paulo de retomada econômica e enfrentamento ao coronavírus. 
Com a mudança, uma das regras é que para uma região avançar da fase amarela para a verde, o percentual de ocupação de leitos poderá variar entre 75% e 70%, número bem próximo dos índices da nossa DRS de Presidente Prudente, segundo o deputado. 
“O objetivo é aprimorar o plano para torná-lo mais eficiente e adequado à realidade que vivemos neste momento da pandemia”, afirmou Doria.
A recalibragem visa garantir mais estabilidade no ajuste de fases, com as novas margens de capacidade hospitalar e de evolução da pandemia, as regiões ficam menos sujeitas a alterações de fase no Plano São Paulo sem uma mudança relevante nesses indicadores.
Dentre os critérios anunciados, está a alteração do índice de ocupação de leitos de UTI, que atualmente precisa estar abaixo de 60%, para até 75%. A medida permite que os municípios liberem leitos de UTI reservados a pacientes graves com coronavírus para outras especialidades médicas que tiveram o atendimento adiado ao longo da pandemia.
Segundo Bragato, a região da DRS de Presidente Prudente, com a recalibragem, já possui os índices necessários para a mudança para a fase amarela do Plano, “visto que estamos estáveis há mais de 30 dias, em números de casos e óbitos e a estrutura hospitalar tende a aumentar.
Na semana passada, o deputado solicitou mais 20 leitos de UTI para a região, “no intuito de fortalecer ainda mais a estrutura, e por méritos, subirmos de fase” disse Bragato. 
Outra atualização é que os indicadores de variação das internações e variação dos óbitos exigirão números absolutos por 100 mil habitantes o que deve ficar abaixo de entre 30 e 40 internações e de três e cinco mortes por 100 mil habitantes.
 



Comentário(s)

1