Região de Presidente Prudente segue na fase laranja do Plano São Paulo
Região de Presidente Prudente segue na fase laranja do Plano São Paulo


O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta-feira, 31, a nova atualização do Plano São Paulo e divulgou que a região de Presidente Prudente seguirá na fase laranja, uma das mais restritas, e não avançará para a amarela, considerada como intermediária, como era esperado por autoridades locais.  A região está nesta fase, sem alterações, desde o dia 10 de julho.
Entre os números apresentados e que fizeram com que a região não subisse para fases mais flexíveis do plano, estavam a ocupação de leitos UTI (Unidade de Terapia Intensiva), que fechou em 70,5%, e leitos Covid-19 para 100 mil habitantes, que registrou a marca de nove leitos. Estes valores são considerados até como positivos para o Estado, no entanto, os demais, que dizem respeito à evolução da pandemia, não foram satisfeitos aos olhos do governo.
Isso porque, os índices ficaram da seguinte forma: variação de novos casos em 1,28; variações de internações e internações por 100 mil habitantes em índices de 1,04 e 55,8 e, por fim, a variação dos óbitos por 100 mil habitantes, que encerraram esta última análise em 1,33 e 5,6, o que fez com que o resultado final da região fosse o da fase laranja.
“O plano foi feito para avançar sempre que possível, mas retroceder sempre que necessário. A prioridade é salvar vidas”, apontou Doria.
A quarentena no Estado já havia sido prorrogada até 10 agosto, conforme anúncio feito por Doria na semana passada.
Mauro Bragato 
questiona decisão
Mesmo a DRS-11 (Diretoria Regional de Saúde) informando índices de 65,28% na taxa de ocupação de leitos de UTI, o Governo do Estado manteve todo o Oeste Paulista na fase laranja.
O deputado Mauro Bragato lamenta e protesta diante da situação e alega que a a região já proporcionava a alteração no Plano São Paulo.
Apesar da melhora de todos os índices favoráveis a mudança, nenhuma região do Estado teve avanço.
“É importante ressaltar que nos próximos dias o HRCPP de Prudente vai receber pacientes da oncologia do Hospital Regional o que vai baixar ainda mais a porcentagem de ocupação, aproximando-a dos 50%”, afirmou Bragato.
Vários prefeitos da região estão contestando a nova avaliação das fases.
“Fica a pergunta para o governo: se os índices já foram atendidos porque não passamos para a fase amarela?”, indagou o parlamentar. 

Compartilhar Google+


Comentário(s)

1