Morre Diego Maradona, aos 60 anos
Morre Diego Maradona, aos 60 anos

Diego Maradona, um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos, morreu na manhã desta quarta-feira, 25, aos 60 anos, após sofrer uma parada cardiorrespiratória. Ele estava em sua casa, em Tigre, cidade vizinha de Buenos Aires. 
A saúde de Maradona já estava precária desde o início do mês, quando ele foi operado de um hematoma subdural e, depois, por decisão familiar e médica, permaneceu hospitalizado devido a uma “baixa anímica, anemia e desidratação” e um quadro de abstinência devido ao vício em álcool.
Antes dos problemas de saúde, o campeão mundial pela Argentina em 1986 era o técnico do clube Gimnasia y Esgrima La Plata.
O craque das Copas
Maradona estreou pela seleção da Argentina em 1977 com apenas 16 anos. E mesmo já sendo um craque, acabou não sendo convocado para a Copa de 78, em casa, que registrou o primeiro título argentino.
O sucesso no Mundial veio oito anos depois, em uma atuação antológica na Copa do México. Maradona levou a Argentina ao bicampeonato e fez dois gols que entraram para a história: um driblando toda a defesa da Inglaterra, e outro com a “Mão de Deus”, também contra os ingleses.
Maradona ainda teve uma outra chance de ser campeão do mundo. Em 1990, após eliminar o Brasil, ele levou a Argentina à final contra a Alemanha, mas acabou sendo derrotado.
O craque ainda fez a sua despedida dos gramados de Copa em 1994, mas foi de uma maneira melancólica. No Mundial dos Estados Unidos Maradona foi flagrado no exame antidoping.



Comentário(s)

1