Santos devera ter ataque titular diante do San Lorenzo pela Libertadores
Santos devera ter ataque titular diante do San Lorenzo pela Libertadores

Nesta terça-feira, às 21h30, contra o San Lorenzo, pela partida de volta da terceira fase da Libertadores, Marinho, Kaio Jorge e Soteldo estarão à disposição do treinador e devem começar jogando no Mané Garrincha.
Isso não acontece desde o dia 13 de fevereiro, exatamente dois meses antes do jogo contra o San Lorenzo. A última vez que Marinho, Kaio Jorge e Soteldo estiveram em campo juntos foi na vitória por 2 a 0 sobre o Coritiba, ainda pelo Campeonato Brasileiro de 2020, na Vila Belmiro.
Agora, Ariel Holan finalmente terá à disposição o trio considerado ideal para o ataque do Santos. O Peixe, inclusive, deve enfrentar o San Lorenzo com: João Paulo, Pará, Kaiky, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Ivonei e Gabriel Pirani; Marinho, Kaio Jorge e Soteldo.
Balanço
O presidente do Santos, Andres Rueda, convocou uma live nesta segunda-feira para fazer um balanço dos 100 primeiros dias de sua gestão à frente do clube. O mandatário abriu e detalhou as contas, pendências e recebíveis do clube, com planilhas, em uma apresentação de duas horas.
Rueda explicou as principais mudanças realizadas no Santos durante o período, como os cortes, as negociações para quitar dívidas, a diminuição da dívida com o elenco e a contratação de profissionais por processo seletivo neste início de mandato. Além da redução de R$ 2,5 milhões na folha salarial.
Somando todos os setores, a folha caiu de R$ 9,7 milhões para R$ 7,2 milhões. Desse valor, R$ 4,3 milhões são referentes ao elenco profissional de futebol.
O presidente do Peixe mostrou os valores recebidos nos três primeiros meses do ano, como em cotas de TV, e o aumento no lucro com patrocínios depois de fechar o master após dois anos. Foram R$ 21,5 milhões arrecadados em receita ordinária no mês de março (parte deste valor está comprometido ao Banco BMG). Além disso, fechou o mês passado com R$ 18 milhões em premiações pelas campanhas na Libertadores e Brasileirão.
Parte desse dinheiro foi usado para diminuir a dívida com o elenco. Nos últimos dias, o Peixe pagou salários e direitos de imagem atrasados. Resta apenas o pagamento de metade da premiação da campanha da Libertadores no ano passado, segundo Rueda.
 



Comentário(s)

1