Dudu deverá ser negociado com clube do Catar por 15 mi de Euros

 

O passo mais importante para a possível saída de Dudu do Palmeiras ainda não foi dado. Os representantes do atacante discutem com o Al Duhail, do Catar, algumas divergências nos termos apresentados.
Foram dois impasses nos últimos dias. Um com relação ao salário do jogador – o valor inicialmente acertado foi alterado mais de uma vez até se chegar a um novo acordo –, outro referente à comissão a ser repassada aos empresários responsáveis pela ponte entre os dois clubes.
No fim de semana, houve avanço na tentativa de aparar essas arestas. Quando esses pontos estiverem definitivamente alinhados, o passo seguinte será a formalização da oferta.
Embora os clubes ainda não tenham trocado propostas e muito menos contratos, o Palmeiras acompanha de perto a situação. A diretoria tomou conhecimento do interesse do clube árabe há duas semanas por meio do próprio jogador.
Antes da polêmica com a ex-esposa, que na segunda-feira passada o acusou de agressão, o que o levou à delegacia duas vezes para prestar depoimentos ao longo da semana, Dudu procurou o clube para manifestar seu desejo de se transferir.
Valores da proposta
A primeira oferta do Al Duhail, do Catar, beira 13 milhões de euros (cerca de R$ 80 milhões), mas, com eventuais bônus, pode chegar a 15 milhões de euros (cerca de R$ 92 milhões). O valor é um pouco maior do que o dobro do que foi pago para contratá-lo em 2015 (6 milhões de euros).
Em uma das várias vezes em que precisou convencer o jogador a recusar propostas do exterior, o presidente Maurício Galiotte se comprometeu a liberá-lo justamente se fosse ofertado pelo menos o dobro do investimento feito para contratá-lo.
Já no ano passado, o que ajudou a segurar Dudu, depois de eleito o melhor jogador do Campeonato Brasileiro, foi uma nova valorização financeira. Desta vez, porém, com o salário que o jogador já recebe, e em meio à crise causada pela pandemia da Covid-19, outro aumento não é cogitado. (Com GloboEsporte)
 


1