Região regride para fase vermelha com agravamento da pandemia

Da Redação

Como o Tribuna Livre havia antecipado nesta quinta-feira, 18, em seu site, o governo de São Paulo confirmou ontem que a região de Presidente Prudente regressará nesta segunda-feira, 22, para a fase vermelha do Plano São Paulo, a mais restritiva para o funcionamento das atividades.
Isso faz com que todos os serviços considerados como não essenciais estejam proibidos de abrir as portas, como é o caso do comércio, shoppings, restaurantes, bares, galerias, salões de beleza, academias, cinemas e barbearias.
De acordo com o Estado, entre os principais fatores que levaram à reclassificação, está a ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Covid-19 em 84,3% na região de Presidente Prudente, o que deve ser considerado como preocupante pelas autoridades. 
A reclassificação da região para a fase vermelha já era um receio regional, visto que nos últimos dias o oeste paulista apresentou índices preocupantes em relação à pandemia. Alguns municípios, como Dracena, Tupi Paulista e Panorama, já haviam se antecipado na decisão de restringir a movimentação de pessoas.


1