top of page
Buscar

Ídolo de Cruzeiro, Corinthians e Atlético-MG, Palhinha morre aos 73 anos

Atualizado: 18 de jul. de 2023


Ex-jogador de Cruzeiro, Atlético-MG e Corinthians, Palhinha (Vanderlei Eustáquio de Oliveira) faleceu, nesta segunda-feira, aos 73 anos, em Belo Horizonte. Clubes lamentaram a morte, cuja causa ainda não informada oficialmente.


Palhinha é um dos maiores ídolos da história do Cruzeiro. São 434 jogos disputados (nono com mais partidas), tendo sido o sétimo maior artilheiro da história do clube, com 145 gols. Ele conquistou a Libertadores de 1976, sendo artilheiro do torneio com 13 gols, e mais sete Campeonatos Mineiros entre as décadas de 1960 e 1980.


Palhinha também defendeu as cores do Atlético-MG. Jogou pelo clube entre 1980 e 1981. Marcou 27 gols em 77 partidas. Integrou um dos grandes esquadrões do Galo. Foi bicampeão mineiro e vice do Campeonato Brasileiro de 1980.

Esteve também na Libertadores de 1981, inclusive em campo no polêmico jogo contra o Flamengo no Serra Dourada, onde o Atlético teve cinco jogadores expulsos, entre eles o próprio Palhinha.


Palhinha chegou ao Corinthians em 1977, comprado por um milhão de dólares, a maior transação do futebol brasileiro na época, segundo o site do clube paulista.

Entre 1977 e 1980, Palhinha disputou 148 jogos com a camisa corinthiana e marcou 44 gols. Marcou um dos gols na primeira partida da final do Paulistão de 1977. O time acabaria com um jejum de quase 23 anos sem grandes conquistas. Além do histórico título, o ex-jogador foi campeão paulista também de 1979. O clube lamentou a morte.


O ex-jogador também atuou por Santos, Vasco e América-MG. Na Seleção, fez 18 partidas, com seis gols marcados.

Comentários


bottom of page