top of page
Buscar

Aluno que ficou paraplégico após ser atingido por aparelho volta à academia

Por Terra

O motorista de aplicativo Regilânio da Silva, que ficou paraplégico após ser atingido por um aparelho de musculação, voltou a frequentar uma academia nesta segunda-feira, 18, quatro meses após o ocorrido. O acidente aconteceu em 4 de agosto, em Juazeiro do Norte, no Ceará. Ainda usando cadeira de rodas, ele comemorou a volta para a prática de exercícios físicos.


"Graças a Deus mais uma vitória conquistada, após o acidente estou pela primeira vez voltando as atividades físicas na academia", contou nos stories do perfil do Instagram Todos pelo Regi, criado após ele sofrer o acidente.


No fim de agosto deste ano, Regilânio voltou a ter sensibilidade nas pernas, segundo ele relatou ao Terra à época.


Regilânio faz fisioterapia e tem esperança de que voltará a andar, o que tem como seu maior objetivo agora. "A esperança continua a mesma desde sempre, nunca desisti. E cada dia que passa minha esperança aumenta mais de voltar a andar um dia", revelou à época. 


Em entrevista ao Terra, Regilânio agradeceu toda solidariedade que recebeu de diversas pessoas após o acidente. As doações e vaquinhas online permitiram que ele conseguisse continuar o tratamento em casa.


"Eu nunca imaginei que teria essa repercussão. As doações e vaquinhas que fizeram foi muito importante para mim, porque aqui em casa eu sou o braço e as pernas, e depois do acidente minha vida parou. Até minha esposa, que trabalhava, saiu do emprego para cuidar de mim. Então, as ajudas permitiram ajudar na medicação, que são muita caras, e nos exames que preciso fazer. E também nas reformas da minha casa para melhorar a locomoção [acessibilidade]", diz ele.

Comentarios


bottom of page