top of page
Buscar

Americanas consegue apoio de R$24 bi para plano de recuperação judicial

Companhia afirmou que o grupo, chamado pela empresa de 'credores apoiadores', representa mais de 35% de sua dívida e que outros interessados que estão em diálogo com a empresa - Com G1

A Americanas anunciou nesta segunda-feira (27) que conseguiu apoio de parte de seus credores para o plano de recuperação judicial da companhia, abrindo caminho para a sua aprovação na próxima assembleia de credores, marcada para 19 de dezembro.


O plano da empresa inclui um aporte total de R$ 24 bilhões, dividido em duas fatias:

  • Os "acionistas de referência" da Americanas — o trio de bilionários Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles — injetarão R$ 12 bilhões em aumento de capital da empresa;

  • Outros R$ 12 bilhões serão adicionados pelos próprios credores, por meio de uma conversão de dívidas em ações.

Em nota, a empresa afirma que o grupo de "credores apoiadores" representa mais de 35% de sua dívida, que beira a casa dos R$ 50 bilhões. A Americanas espera ampliar o grupo de apoio para mais de 50% até a data da assembleia.

A Americanas entrou com um pedido de recuperação judicial em janeiro de 2023, na 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, mas o plano ainda precisa passar pela aprovação dos credores para começar a valer.

O acordo anunciado nesta segunda-feira garante que parte relevante dos credores manifestaram apoio concordaram em "dar suporte" e a votarem favoravelmente ao plano de recuperação. Isso importa porque os credores têm poder de voto proporcional ao tamanho da dívida.

bottom of page