top of page
Buscar

As 10 cidades mais ricas do agronegócio no Brasil

Com Globo Rural

Soja é a maior cultura do país, com 154,6 milhões de toneladas produzidas por ano — Foto: Getty Images


Não é segredo que o agro movimenta grande parte da economia nacional. Em 2023, o PIB do setor ultrapassou a marca de R$ 2,5 trilhões, cerca de 24% do PIB total do país, segundo levantamento do Cepea. Mas você sabe quais são as cidades mais ricas do agronegócio brasileiro?


Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) apontou os 100 municípios mais prósperos no setor do agronegócio no Brasil, os principais responsáveis pela produção nacional. A lista analisa dados de lavouras permanentes e temporárias em 5.563 cidades e atualiza informações da anual do IBGE da Produção Agrícola Municipal (PAM) de 2022.


O estado do Mato Grosso foi o grande destaque, com três cidades ocupando as posições mais altas do hanking.


Sorriso, conhecida como Capital do Agronegócio, ficou em primeiro. Líder em produção de soja do mundo, rendendo mais de R$ 10 bilhões em valor de produção apenas com o grão. A região ainda explora milho, algodão, feijão e outras culturas.


Em segundo lugar ficou Campo Novo do Parecis, que surpreende pela diversidade de espécies semeadas. No período de seca, logo após a colheita de soja, há plantações de grão-de-bico, painço, gergelim, chia, niger e feijão. A cidade é a maior produtora de milho-pipoca do país.


As cidades de Sapezal, no Mato Grosso, Rio Verde, em Goiás, e São Desidério, na Bahia, fecham o Top 5. Segundo o MAPA, os destaques se dão por suas influências participações expressiva na produção nacional de algodão, milho e soja no país.

Entre os 100 municípios mais ricos no setor agrícola, a região Centro-Oeste lidera com 67 cidades, sendo 41 em Mato Grosso, 14 em Goiás, 11 no Mato Grosso do Sul e um no Distrito Federal (Brasília).


Minas Gerais contribui com 11 municípios, enquanto a Bahia destaca-se com sete. Guarapuava, Tibagi e Cascavel representam o Paraná na lista, enquanto São Paulo aparece com Itapeva e Casa Branca.


Ao todo, as 100 cidades com altos índices de produtividade nas lavouras representam 34,71% do valor da produção, gerando R$ 288,13 bilhões para a economia nacional, de acordo com o Ministério da Agricultura e Pecuária.


As 10 cidades mais ricas do agronegócio:

  1. Sorriso, Mato Grosso

  2. Campo Novo do Parecis, Mato Grosso

  3. Sapezal, Mato Grosso

  4. Rio Verde, Goiás

  5. São Desidério, Bahia

  6. Nova Ubiratã, Mato Grosso

  7. Nova Mutum, Mato Grosso

  8. Jataí, Goiás

  9. Formosa do Rio Preto, Bahia

  10. Diamantino, Mato Grosso

bottom of page