top of page
Buscar

Atleta de Santa Rita do Pardo, já conquistou três campeonatos brasileiros e sul-americano de karatê

Eloá Cristina perdeu sua mãe precocemente, e encontrou no esporte um no rumo para sua vida - COm Cenário MS

Com apenas 14 anos, Eloá é tri campeã brasileira de Karatê e Campeã Sul-Americana


Tri-campeã brasileira de Karatê, e campeã sul-americana, Eloá Cristina da Silva Ramos segue dedicada a caminho de representar Santa Rita do Pardo, seu estado Mato Grosso do Sul e o Brasil no Mundial do Japão em novembro de 2024.

Eloá Cristina perdeu sua mãe precocemente, e encontrou no esporte um novo rumo para sua vida e o remédio contra a depressão e ansiedade.

“Ela perdeu a mãe quando tinha 9 anos, não marávamos mais em Santa Rita do Pardo, mas com tudo de aconteceu, voltamos para o município, onde ela já havia treinado karatê. Procurei o sensei Gabriel, que estava à frente de um projeto na cidade, e com ele, ela voltou a treinar com muita dedicação. Ela é meu tesouro, meu orgulho”. Disse o Pai Alan. Na preparação, Eloá participou neste sábado (28) de um evento de artes marciais em Ilha Solteira (SP). O “The Big Fight Champion” é um evento de nível nacional, e a edição deste fim de semana contou com a presença do campeão do UFC Charles de Oliveira da Silva, mais conhecido como “Charles do Bronx”, lutador de jiu-jitsu e artes marciais mistas.

Eloá participou na modalidade Strike force, que consiste em uma luta nas regras do Muay Thai utilizando luvas de MMA.

A base da atleta é o Karatê de contato, o Daido Karatê, sob os cuidados do Sensei Gabriel Matsumura do Centro de Treinamento DFT (Daido Fight Team), onde Eloá se formou em faixa preta em abril deste ano.

Esta foi a segunda participação da esportista na modalidade Muay Thay, onde Eloá enfrentou Grazy Góis, uma adversária de alto nível, detentora de 3 cinturões.

“Sem dúvidas dentro do Muay Thai ela tem mais experiência que a Eloá, que fez apenas sua segunda luta na modalidade. Apesar da derrota, saímos contentes com a luta, uma decisão dividida, mas com gosto de vitória. Ela teve um pouco de dificuldade no primeiro round, porém, no segundo e no terceiro mostrou todo o seu potencial, tanto físico quanto técnico”. Disse Gabriel Matsumura, mestre de Eloá.

Gabriel também relatou que sua aluna está saindo da zona de conforto agora, buscando novos desafios em sua carreira com a pretensão de alavancar.

Comments


bottom of page