top of page
Buscar

AVL tem novo espaço

Atualizado: 20 de jun. de 2023



A Academia Venceslauense de Letras, reforçando sua parceria com o poder público municipal, foi agraciada com um novo espaço, a que podemos chamar nossa nova Sede. Estamos ocupando uma das salas da antiga estação ferroviária, como parte da revitalização do Parque Histórico Municipal de Presidente Venceslau.


Conforme anunciado pela Prefeitura Municipal, através da Prefeita Bárbara, e pelo setor de Educação e Cultura de Presidente Venceslau, na pessoa do Secretário de Educação Aparecido, a municipalidade objetiva dar vida nova à antiga Estação como um centro de atividades culturais. A AVL se insere nesse nobre objetivo.


Antes ocupávamos uma sala na SEMEC – Secretaria Municipal de Educação e Cultura. Agora, em um local mais central, e contando com uma ampla área ajardinada, assim como com a disponibilidade da plataforma de embarques e desembarques, os acadêmicos já visualizam possibilidades de atividades culturais sob responsabilidade da AVL.


Muitas são as ideias: Saraus, Contação de Histórias, Reuniões e Homenagens, Feira de Livros, Sebo, enfim, toda e qualquer atividade que se refira ao prazer de ler.


Vale lembrar que a AVL já publicou duas coletâneas de textos produzidos por seus acadêmicos. A primeira coletânea intitula-se “Sons da Alma” e é composta por 46 textos de 29 autores com uma tiragem de 500 exemplares. Foi lançada com pompa e circunstância no dia 31 de maio de 2019, no Salão do Rotary Clube.


A segunda coletânea recebeu o título de “Emoções que florescem” e é composta por 53 textos de 22 autores. Essa coletânea recebeu um aporte financeiro da Lei Aldir Blanc equivalente a quase 50% dos custos, por termos participado de um Edital de Chamamento de incentivo à Cultura. “Emoções que florescem” teve uma tiragem de 1000 exemplares e por exigência do Edital, teve distribuição gratuita de 10 exemplares para cada escola de Presidente Venceslau, das creches ao segundo grau, públicas e particulares, assim como para entidades e espaços culturais. Universidades da região também foram incluídas. Cada autor, a exemplo da primeira, teve direito a exemplares da obra com a qual colaborou. O lançamento da segunda coletânea foi prejudicado pela pandemia e só ocorreu, de forma muito simples, em 17 de dezembro de 2021, durante a confraternização dos acadêmicos, ao final do ano.


Os esforços para mais uma coletânea  já foram iniciados. Até 30 de junho estaremos recebendo os textos para a composição da terceira coletânea da AVL. Aí, então, a oficialização da obra junto à Câmara Brasileira do Livro acontecerá, seguindo-se os trabalhos de correção/revisão, diagramação e as pesquisas para impressão da mesma.


Escrever é uma possibilidade de expressar nossas vivências, nossos conceitos de vida, nossas fantasias, nossa criatividade e habilidade linguística. Ler compõe esse ciclo. Escrevemos para quem nos lê. Se conseguirmos tocar o coração de um leitor, teremos alcançado nosso propósito maior.


Somos um grupo seleto de profissionais liberais ligados pelo prazer de ler e escrever: 18 acadêmicos moradores de Presidente Venceslau e 10 acadêmicos residentes em cidades vizinhas. O que nos une é o gosto pelas letras.


Estamos preparando uma noite solene, em que nossa sala será apresentada às autoridades e aos profissionais da Educação, visando dar visibilidade à AVL e demonstrar nossa gratidão a quem dê direito.


“Página por página o enlevo, o conhecimento, as fantasias, as verdades e a vida vão sendo “bordados” por mãos competentes e dedicadas de tal forma que parece estarmos em outro plano, quiçá no paraíso!” (Tácito Cortes C. Silva)


(*) Aldora Maia Veríssimo – Presidente da AVL

Σχόλια


bottom of page