top of page
Buscar

Boi: confira os preços pagos por arroba no país

O boi padrão China foi negociado em média por R$ 250, enquanto o animal para o mercado interno foi negociado a partir de R$ 225 - Canal Rural

O mercado físico do boi gordo registrou poucas variações de preço nesta quinta-feira (6).

De acordo com a Safras & Mercado, houve alguns negócios acima da média no Centro-Norte brasileiro, mas o movimento de alta está perdendo impulso, especialmente no mercado paulista.

Os futuros de boi gordo na B3 estão seguindo as indicações de preço em São Paulo, que atualmente variam entre R$ 250/255/@ a prazo.

O volume de animais disponíveis para venda não é expressivo, porém, quando os frigoríficos elevaram seus preços para cerca de R$ 260/@, houve um bom volume de negócios, aliviando a pressão nas escalas de abate, conforme informado pelo analista Allan Maia.

Em São Paulo, os padrões de negociação têm se repetido ao longo da semana, com menos animais sendo negociados a R$ 260/@.

Os animais de padrão China foram negociados em média por R$ 250/260/@ a prazo, enquanto os animais destinados ao mercado interno foram negociados a partir de R$ 225/230/@ à vista.

Em Minas Gerais, o padrão de negociação também se repetiu ao longo do dia. No triângulo mineiro, a indicação de negócios foi de R$ 250/@ a prazo para animais de padrão China. No Mato Grosso do Sul, houve tentativas de compra abaixo da média de referência, com uma intenção de compra de R$ 245/@ a prazo na região de Naviraí e em Campo Grande. No Mato Grosso, os preços continuaram em alta, com indicações de negócios a R$ 223/@ a prazo na região de Cuiabá e a R$ 204/205/@ a prazo na região do Xingu.

Boi no atacado

O mercado atacadista registrou preços estáveis ao longo do dia.

Segundo Maia, há espaço para uma leve alta nos preços a curto prazo, em linha com a entrada dos salários na economia.

No entanto, a situação da carne de frango ainda limita altas mais significativas nos preços da carne bovina, uma vez que parte da população ainda prefere proteínas de origem animal mais acessíveis, como frango e ovo.

O quarto traseiro continua cotado em torno de R$ 18,60 por quilo.

O quarto dianteiro é negociado a R$ 14,40 por quilo, e a ponta de agulha permanece no patamar de R$ 14,25 por quilo.

Commentaires


bottom of page