top of page
Buscar

Boi Knickers, quase da altura de um rinoceronte, volta a viralizar

Atualizado: 7 de jul. de 2023

Vídeo antigo do animal gigante na Austrália já teve mais de 15 milhões de visualizações em post no Twitter feito na última segunda-feira (3). Veja comparações com outros bichos. - G1

De quando em quando alguém (ou muita gente) se surpreende com imagens do boi gigante holandês Knickers. O animal mede 1,94m de altura e pesava 1,4 tonelada, pelo menos até 2018, quando se tornou famoso.

Mas um post da última segunda-feira no Twitter, com imagens do boi que tanto impressiona, fez Knickers viralizar de novo. A postagem já soma quase 16 milhões de visualizações de uma reportagem do canal australiano 7 News, que compara a altura do boi com a do astro do basquete Michael Jordan (1,98m), e relembra a fama alcançada em 2018. As imagens em que Knickers aparece entre outros bois menores, na Austrália, são as mesmas que correram o mundo naquela época. Ele é da raça holandesa Holstein-Friesian, que é conhecida pela estatura elevada, e os "colegas" resultam de um cruzamento com a raça japonesa wagyu, conhecida como a carne mais caro do mundo. Tamanho o salvou do abate

Knickers tem quase da mesma altura de um rinoceronte branco, apesar de não ser tão pesado quanto um. Um rinoceronte branco médio pesa 4 toneladas e mede 2m de altura (veja abaixo mais comparações). O tamanho avantajado foi a salvação do boi. Quando Geoff Pearson, seu dono, tentou colocá-lo à venda em leilão, em 2018, os processadores de carne disseram simplesmente que não tinham a infraestrutura necessária para lidar com ele, devido ao tamanho - e, assim, Knickers escapou do matadouro. Em 2018, o veterinário Enrico Ortolani explicou ao g1 que um animal de 7 anos dessa raça holandesa já é considerado bem maduro e tem, em média, 1,70 m de altura, podendo atingir 1.100 kg, 1.200 kg --se não fosse castrado, o que não é o caso. Para ele, a provável explicação para o gigantismo de Knickers era uma alteração genética. "De alguma forma, (essa alteração) estimulou a glândula que produz hormônio de crescimento. Enquanto ele não foi castrado, cresceu muito e foi ganhando peso", disse Ortolani. "O interessante nessa história é que, quando o sujeito comprou (o boi Knickers), ele já era um animal que destoava da maioria, que a gente chama na pecuária de cabeceira", afirmou o veterinário. "Aqui no Brasil, do ponto de vista da eficiência econômica, animais pesados demais não são viáveis. Existem indivíduos de até 1,2 tonelada, esses animais não vivem no pasto, se destinam ao melhoramento genético, vão viver em centrais", disse Antônio Rosa, da Embrapa, na época. "Mesmo assim, não poderiam, por exemplo, inseminar qualquer vaca porque o parto seria difícil."


Comments


bottom of page