top of page
Buscar

Bombeiro prudentino é bicampeão em campeonato de CrossFit em BH

1° sargento do 14º GB, Rodrigo Cacciatore, do box CF 12por08 em dupla com Gustavo Pichinim, do grupamento de Araçatuba, conseguiu o feito no BOP Games - Com O Imparcial

Cacciatore e Gustavo no pódio mais uma vez, agora como bicampeões


Pelo segundo ano consecutivo, a dupla com o 1° sargento do 14º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Presidente Prudente, Rodrigo de Oliveira Cacciatore, 38 anos, que treina no box CF 12por08, e, o cabo Gustavo Albuquerque Pichinim, do grupamento de Araçatuba (SP), vence o campeonato BOP Games, ou seja, são bicampeões. A competição composta por dois dias (9 e 10 de setembro), sendo um total de oito provas, foi realizada no Mineirão, em Belo Horizonte (MG). “O campeonato é considerado o maior evento multi-esportivo da América Latina, porque reúne 30 modalidades e, dentre elas, o crossfit, e dentro do crossfit tem a categoria dupla militar, a qual competimos. É o segundo ano consecutivo que eu e o Gustavo competimos juntos nessa modalidade e somos campeões”, comemora o atleta prudentino. Um detalhe interessante atrás desse bicampeonato é que Cacciatore teve um rompimento do tendão subescapular no primeiro dia de prova em 2022 e continuou competindo sem saber que estava lesionado e gravemente. “Eu achei que era só uma luxação, e continuamos competindo sendo campeões. Chegando a Prudente passei por uma cirurgia, coloquei três parafusos no ombro e a minha meta era a qual? Me recuperar pra poder voltar nessa competição. Não pra ganhar, mas pra participar, porque é um evento muito legal”, explana o determinado bombeiro que queria viver isso de novo. “Foram 70 sessões de fisioterapia e consegui voltar. É difícil ter evento com categoria militar de CrossFit, então eu queria muito estar nesse campeonato novamente”, frisa.


Ele conta que tudo que fazia na clínica, anotava e filmava para repetir em casa, para acelerar a sua recuperação. Ficou um mês com tipoia e com quatro voltou a treinar, começou a nadar, a fazer um pouco de exercício, e foi evoluindo depois de um tempo. “Comecei a fazer exercícios com barra, aumentando carga e trabalhando dentro do limite seguro pra eu não me lesionar e não perder minha cirurgia. E deu certo”, relembra.


Persistência

A reabilitação de Cacciatore foi tão boa que deu para brigar por um pódio. E ao final ainda, de bicampeão! Ele diz que o que o motivou nessa recuperação foi exatamente essa competição, em particular. “Eu treinava de manhã antes de entrar no serviço, no horário de almoço, depois do expediente, tudo para me recuperar bem e poder ter condições suficientes somente para participar. Então, a sensação que tenho, a satisfação pessoal é de missão cumprida. Estou orgulhoso do empenho que tive, em alto nível, porque foram dias difíceis para minha recuperação”, acentua. Segundo o site do BOP Games, nas últimas edições foram mais de 9.000 atletas participantes de todo o Brasil, além de representantes de cinco países e dois continentes. Milhares de pessoas impactadas pelo esporte e diversão.

Comments


bottom of page