top of page
Buscar

Brasil joga mal, empata com Venezuela e deixa a liderança das Eliminatórias

Atualizado: 16 de out. de 2023

Seleção de Fernando Diniz teve dificuldade para criar e viu a Argentina assumir a ponta das eliminatórias - CORREIO BRAZILIENSE

Brasil parou na boa marcação venezuelana na Arena Pantanal - (crédito: Vitor Silva/CBF)

Primeiro tropeço na nova era. A Seleção Brasileira recebeu a Venezuela nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026, e as equipes empataram em 1 a 1. Nesta quinta-feira, na Arena Pantanal, em Cuiabá, o time de Fernando Diniz não fez bom jogo e não conseguiu vencer a terceira consecutiva. Gabriel Magalhães marcou para o Brasil, mas Bello igualou para os venezuelanos.


Com o resultado, a equipe canarinho vai a sete pontos e agora está na vice-liderança das Eliminatórias para o Mundial do Canadá, Estados Unidos e México. A Argentina, com 100% de aproveitamento, lidera com nove pontos. A Venezuela, por sua vez, está agora com quatro pontos e ocupa a sexta colocação.

Primeiro tempo


Como era de se esperar, a Seleção Brasileira começou o jogo partindo para cima e tomando conta das ações ofensivas. A equipe de Fernando Diniz criou muito pelo lado esquerdo, onde Vini Jr recebeu a companhia de Neymar e Rodrygo a todo tempo. A defesa venezuelana, porém, muito bem postada, não deixou o Brasil criar chances claras. A alternativa foi tentar arriscar de longe, mas sem muita efetividade. Buscando o ataque, a Seleção Brasileira passou a deixar espaços na defesa. A Venezuela tentou sair em jogadas rápidas, especialmente na reta final da primeira etapa, mas não levou tanto perigo ao gol de Ederson.


Segundo tempo


Para não sofrer na etapa final, o Brasil conseguiu abrir o placar logo no início do segundo tempo. E foi em jogada cada vez mais ensaiada. Aos quatro minutos, Neymar cobrou escanteio na medida, e o zagueiro Gabriel Magalhães marcou de cabeça. Atrás no placar, a Venezuela se lançou um pouco mais ao ataque e chegou a incomodar. Com as entradas de Savarino e Soteldo, a Vinotinto ganhou poder de criação, mas esbarrou na forte marcação brasileira e também no goleiro Ederson. Vini Jr chegou a balançar as redes para o Brasil, mas o lance foi anulado por impedimento. Na reta final, os visitantes conseguiram o empate com um lindo gol de Bello, que acertou uma espécie de bicicleta após levantamento de Savarino na medida aos 39 minutos.


E agora?


Brasil e Venezuela voltam a campo na próxima terça-feira, mais uma vez pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026. A Seleção Brasileira encara o Uruguai, fora de casa, enquanto a Vinotinto tem compromisso com o Chile, em casa.

Kommentare


bottom of page