top of page
Buscar

Casal adota cão deprimido que passou 400 dias em abrigo: “Não para de sorrir”

Com Só Notícia Boa

O casal ficou emocionado com a história do cão que estava deprimido e resolveu mudar esse jogo! Foto: Reprodução/Newsweek.


O amor salva e cura e essa história é a prova disso! Foram 400 dias esperando uma família e agora ele conseguiu! Um casal adotou um cão que estava muito deprimido e vivia em um abrigo e a história do cachorrinho acabou viralizando na internet. Moose é um cão da raça Dogue Alemão e viralizou depois de ter sua imagem muito tristinha compartilhada.


Com a repercussão, Tawan Sornasp, de Seattle (EUA), sentiu que deveria fazer alguma coisa. Ela queria dar uma nova vida para o bichinho! Tawan e o namorado viajaram até Washington, na Franklin Humane Society, para buscar Moose.


“Assim que li a história dele e vi as fotos, sabia que precisávamos trazê-lo para casa e nossa Ohana. Ohana significa família. Família significa que ninguém fica para trás ou é esquecido”, disse Tawan.


Tristinho


Antes de ser adotado, Moose ficou um ano, um mês e cinco dias morando em um abrigo para animais abandonados.


O dog até chegou lá animado, mas ao longo do tempo, vendo que ninguém o ajudava, foi ficando bem triste.


A situação era crítica e Julie Saraceno, passeadora voluntária no abrigo, resolveu compartilhar um vídeo do doguinho. As imagens viralizaram e chegaram até o navegador de Tawan!


“A história de Moose apareceu no meu navegador”, disse. Era um sinal!


Assim que viu o cachorrinho, Tawan e seu parceiro não tiveram dúvida, seriam os novos tutores dele.


Ela imediatamente enviou um e-mail ao abrigo e perguntou como poderia conhecer Moose. Logo depois a resposta e o encontro havia sido marcado.


Emocionante


Quando chegaram ao abrigo, eles tiveram mais certeza ainda que só sairiam dali com o bichinho.


O cachorrinho entrou na aula muito animado, e aos poucos foi se acalmando e deitando para receber carinhos dos dois.“Quando saímos de casa, tínhamos todas as intenções de adotá-lo. Depois que o conhecemos, foi oficial, ele era nosso, sem dúvidas”, comemorou ela.


Irmãs


A adaptação foi super positiva e Moose se deu super bem em casa.


O casal, que adotou o cão que agora não estava mais deprimido, também tem outros pets.


“Ele se adaptou muito rapidamente, sem ser comovente é maravilhoso ver. Nos primeiros momentos em casa ele pegou um burrito que estava no balcão da cozinha, mas tiramos dele antes que ele pudesse comer”, contou Tawan.


“A irmã mais nova dele, que pesa 7 quilos, está tentando brincar com ele e é a coisa mais engraçada de se ver. Estamos tão apaixonados por Moose, ele sempre será um filhinho da mamãe”, brincou.

bottom of page