top of page
Buscar

Catarinense que recebeu novo coração investe em crossfit e surfe após transplante

Atualizado: 28 de set. de 2023

Isabeli Lourenço, 33 anos, comemora seu quinto Dia Nacional da Doação de Órgãos nesta quarta-feira. Santa Catarina realizou 1.137 transplantes de órgãos e tecidos em 2023. - Com G1

Após o transplante, Isabeli Lourenço passou a praticar esportes — Foto: Patrick Rodrigues/ NSC


14 de março de 2018. Essa é a data que uma fisioterapeuta de Jaraguá do Sul, no Norte de Santa Catarina, tem tatuada no braço para lembrar do dia em que soube que receberia um novo coração.


❤️ Nesta quarta-feira (26), Isabeli Lourenço, 33 anos, comemora seu quinto Dia Nacional da Doação de Órgãos com uma vida bastante ativa, diferente daquela que tinha até então: ela surfa, corre, nada, dança e faz crossfit. O problema cardíaco foi diagnosticado aos 18 anos. Com 27, ela entrou para a lista do Sistema Nacional de Transplantes com muitas limitações físicas e o pensamento de que "poderia morrer a qualquer instante". Foram necessários cinco meses até receber a notícia aguardada de seu médico. "Ele mandou uma mensagem e perguntou: 'Isabeli, você está sentada?'. Eu falei: 'doutor, eu estou até deitada, estou muito mal'. Ele falou para eu levantar que meu coração chegou", relata. "Lembro de ficar na UTI [após a cirurgia] puxando o ar infinitamente e eu respirava. Eu falava: nossa, como é bom respirar! Como é bom estar viva!", relata. Após a cirurgia, Isabeli passou a aproveitar a força do novo coração e começou a investir nos esportes. Em suas redes sociais, exibe competições e medalhas conquistadas, e também mostra trechos de seus treinos. "Este coração me permitiu renascer dentro de uma mesma vida", agradece.

Foto: Redes sociais/ Reprodução

Comments


bottom of page