top of page
Buscar

CESP reforça combate a incêndios florestais na região da usina de Porto Primavera


Com o objetivo de contribuir para a conservação da biodiversidade, a CESP (Companhia Energética de São Paulo) reforçou a estrutura de combate a incêndios florestais com a aquisição de novos equipamentos e veículos para a região da UHE Engenheiro Sérgio Motta, em Porto Primavera.


Para reforçar as ações deste ano, foram adquiridos dois novos conjuntos de combate a chamas para serem instalados em caminhonetes, com capacidade média de 600 litros de LGE (Líquido de Geração de Espumas), e um novo caminhão pipa com capacidade para 5 mil litros de água. Os novos equipamentos compõem a frota da Brigada de Incêndios da companhia e visam reduzir o tempo de resposta e aumentar a eficiência dos brigadistas que atuam no combate a focos de incêndios.


‘A conservação ambiental faz parte dos valores da CESP. Temos inúmeras ações de restauração e proteção de áreas de conservação ambiental, com programa de reflorestamento ambiental e doação de mudas nativas por meio do Fomento Florestal, e a prevenção e combate a incêndios florestais é uma parte essencial desse trabalho de proteção da biodiversidade. Muito além dos prejuízos econômicos, os incêndios florestais colocam em risco a vida de centenas de espécies que habitam nossas áreas de conservação. Por isso, combater o fogo é tão importante, ainda mais nessa época do ano’, destaca Jarbas Amaro, gerente de Operações e Sustentabilidade da companhia.


Permitindo a chegada rápida dos brigadistas em áreas de difícil acesso, os conjuntos de combate a incêndio para caminhonetes foram destinados para Porto Primavera e Brasilândia, onde está a Reserva Particular de Patrimônio Natural da companhia, RPPN Cisalpina. Os kits também auxiliam na ação de rescaldo. Já o caminhão bombeiro, um dos mais modernos do mercado e que conta com guincho elétrico acoplado para auxiliar na retirada de barreiras e/ou outras ações no combate a incêndio, se somará aos outros dois caminhões pipas que compõem a frota da Brigada de Incêndios.


Monitoramento

A companhia ainda conta com a utilização de imagens de drone para melhor atuação no combate a focos de incêndio. O equipamento, que conta com sensores térmicos, é utilizado tanto na identificação de focos de incêndio quanto na segurança dos brigadistas e até resgate de animais silvestres do fogo.


A UHE Porto Primavera conta com duas brigadas: a Brigada Florestal, dedicada aos incêndios em matas e a de Emergência, dedicada aos possíveis cenários internos da usina. No ano passado, a brigada passou a contar com o apoio de profissionais de áreas de apoio adicional’ treinados para atuarem caso haja necessidade.


‘Estamos sempre em busca de melhorias de processos e/ou aquisição de novos equipamentos para aumentar a eficiência em nossas ações de combate a incêndios. No entanto, é importante destacar que a maior arma contra os incêndios florestais é a prevenção. Hoje, sabemos que a maioria dos focos de incêndio são causados por ação humana, em muitos casos de forma não intencional. Por isso, precisamos do apoio da população nessa luta, adotando medidas seguras, como não jogar lixo às margens das estradas, evitar queimar lixo etc., e, caso vejam algum foco de incêndio, que acionem as autoridades competentes da sua cidade’, completa Amaro.


(Com Assessoria)


Comments


bottom of page