top of page
Buscar

Ciop pede ao governo do Estado implantação do Samu na região


O presidente do Ciop (Consórcio Intermunicipal do Oeste Paulista), Roger Fernandes Gasques, reuniu-se nesta terça-feira (18) com o secretário de Saúde do Estado de São Paulo, Eleuses Paiva - foto, para discutir investimentos em saúde no oeste paulista. Roger solicitou a implantação do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), componente assistencial móvel da rede de atenção às urgências, que tem como objetivo chegar precocemente à vítima após ter ocorrido um agravo à sua saúde, de natureza clínica, cirúrgica, traumática, obstétrica, pediátrica, psiquiátrica, entre outras.


De acordo com Roger, o DRS-11 (Departamento Regional de Saúde), que abrange 45 cidades da região, é o único do Estado de São Paulo que não possui esse serviço. Segundo ele, o Samu regula o melhor atendimento de acordo com a necessidade do paciente.


Hoje, o investimento é 50% do governo federal e 50% dos municípios. O presidente do Ciop apresentou a proposta de rateio dos 50% de responsabilidade das prefeituras, ficando, portanto, uma divisão de 25% para o Estado e os outros 25% para os municípios.


Segundo o Ciop, o secretário estadual de Saúde “recebeu bem a demanda e sinalizou positivamente para o investimento, que deve ser feito de acordo com as demandas do Tesouro”.


Roger afirma que a reivindicação não atenderia somente as cidades que fazem parte do Ciop. “Como vai abranger vários municípios, queremos aproveitar os que já são consorciados e integrar outros que não estão no consórcio para fazer toda a gestão do Samu. Não significa que teremos uma única base de atendimento. Teremos uma central, mas várias bases esparramadas de forma estratégica na região, a fim de atender todos os municípios que tiverem interesse”, afirma.


(Com O Imparcial)

Comments


bottom of page