top of page
Buscar

Cirurgião plástico de Prudente participa de mutirão de reconstrução de mamas em pacientes do SUS

Denis Calazans vai ao Hospital de Base de São José do Rio Preto para cirurgias que pretendem antecipar em 8 meses a fila de espera de 30 pacientes - Com O Imparcial

Hospital de Base de Rio Preto é referência em cirurgia plástica


Pela primeira vez no Estado de São Paulo, 40 renomados cirurgiões plásticos unem-se em mutirão para operar as mamas de pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde). Dentre eles, o importante cirurgião plástico de Presidente Prudente, Denis Calazans, ex-presidente da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), que contribuirá de forma voluntária com seus conhecimentos no evento.


Os profissionais virão de quatro Estados para se juntarem a seus colegas do HB (Hospital de Base) de São José do Rio Preto (SP). Chamado Recmama, este evento acontece nesta quinta, sexta e sábado, tendo, além do mutirão de cirurgias, o Simpósio de Reconstrução Mamária.


Por ser referência em cirurgia plástica, o Hospital de Base de Rio Preto foi escolhido para ser a primeira instituição paulista a sediar o Recmama, evento realizado há 11 anos, sempre em março, em comemoração ao mês da mulher.


Nesta edição no Hospital de Base, o Recmama terá cunho científico também, pois o simpósio irá proporcionar aos médicos a troca de conhecimento e o acesso às principais inovações e estudos por meio do Simpósio de Reconstrução Mamária.


Redução da fila de espera

Na sexta-feira, naquele que os médicos batizaram como o Dia da Boa Vontade (e Dia Internacional da Mulher), começa o mutirão de cirurgias de reconstrução mamária, que vai antecipar em oito meses a fila de espera destas 30 pacientes do SUS. Os procedimentos serão realizados em uma das 12 salas do Centro Cirúrgico do HB de Rio Preto, o maior do interior paulista.


Além de reconstruções tardias e imediatas, serão feitas também pigmentações de aréolas. Desde a primeira edição do Recmama, em 2013, em João Pessoa (PB), foram operadas mais de 210 mulheres.


Mobilização de profissionais

Esta 12ª edição mobilizará mais de 100 profissionais, os 40 cirurgiões e equipe multidisciplinar formada por psicólogos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas e até tatuadores especializados em reconstrução da aréola mamária.


Em média, o HB realiza 18 reconstruções mamárias por mês. “O objetivo do encontro é agilizar fila de espera ao atender um número maior de mulheres. Ficamos gratos por tantos profissionais de medicina se disponibilizarem a sair de seus Estados, e até países, utilizando recursos próprios, para operarem de forma gratuita. Além da autoestima, nossas pacientes se sentem mais felizes, pois sabem que superaram a fase mais difícil do tratamento e podem retomar suas vidas”, completa Ítalo Bozzola Filho, professor e cirurgião plástico do HB, responsável pelo ambulatório de reconstrução mamária.

Kommentarer


bottom of page