top of page
Buscar

Comer placenta faz bem para a mãe? Especialistas alertam sobre riscos

Ginecologistas obstetras afirmam não haver qualquer comprovação científica de que a ingestão da placenta traga benefícios, além de oferecer perigo de transmissão de doenças. - Por G1

A influenciadora Fernanda Lacerda, conhecida como "mendigata", apareceu em um vídeo numa rede social comendo a própria placenta após o parto de seu filho. Na imagem, ela alega que comer seria bom para a produção de ferro e combate à anemia, além de melhorar na produção de leite. No entanto, não há qualquer comprovação científica de que a ingestão de placenta possa trazer benefícios.


👉 A placenta é um órgão que faz a conexão entre a mãe e o bebê, facilita a troca de nutrientes e protege a criança das substâncias eliminadas pelo corpo da mãe. A placentofagia -- o costume de ingerir partes do órgão ou ele por completo -- se tornou uma tendência e já foi reproduzida por famosas como as Kardashian e a atriz January Jones. Além da ingestão "in natura", há quem faça até cápsulas com partes do órgão.

A ingestão se baseia na crença de que ela possa trazer benefícios à saúde da mãe e do bebê. Segundo especialistas, porém, não há qualquer evidência de que isso seja verdade. Eles alertam ainda para os riscos de transmissão de doenças.

Não, não comam placenta. Tem muita modinha, mas ela é um tecido e pode transmitir doença.

Os especialistas alertam que o risco é maior no caso de mães com hepatite ou HIV, mas outras doenças infecciosas também podem ser transmitidas. A ginecologista e obstetra Mariana Lemos Osiro ainda argumenta que, além de não ter estudos que comprovem os benefícios, as doenças que seriam "tratadas" pela ingestão de placenta já têm tratamento. "A gente escuta esse argumento de que melhora na anemia, na produção de ferro na gestante, mas não temos qualquer base científica para isso. E já existe tratamento para essas questões". Outro agravante é o fato de que, por se tratar de um tecido como qualquer outro, irá apodrecer se não estiver armazenado adequadamente, o que irá expor a mãe ainda mais a infecções.

Comments


bottom of page