top of page
Buscar

Concessionária contabiliza R$ 1,1 milhão em energia furtada na região

Com O Imparcial

Mesmo diante dos riscos de acidentes e sendo considerado um crime previsto no Código Penal, o furto e a fraude de energia são práticas a serem combatidas na região de Presidente Prudente. A preocupação com a segurança do sistema elétrico e da comunidade fez com que a Energisa investisse em sistemas inteligentes e equipes especializadas para potencializar a identificação de ligações clandestinas e adulterações de medidores de energia. Com isso, de janeiro a dezembro de 2023, a empresa identificou 1.391.537 kWh (quilowatt-hora) de energia desviados só na região de Prudente, totalizando mais de R$ 1,1 milhão em prejuízos financeiros.


“Nos assusta o fato de que, mesmo cientes dos perigos, as pessoas continuam arriscando a própria vida e da comunidade ao redor para fazer uma ligação direta na rede da Energisa ou manipular um medidor de energia. Além do impacto à segurança, tais comportamentos oneram o bolso das pessoas que estão pagando a conta em dia, uma vez que a legislação determina que o valor da energia desviada seja rateado nas faturas de todos os clientes”, explica o coordenador de medição e combate às perdas de energia, da Energisa Sul-Sudeste, Renan Felix Fernandes Souza.


Para se ter ideia dos prejuízos, foram 224 irregularidades confirmadas nos 24 municípios atendidos pela Energisa na região. Isso representa 34% das irregularidades encontradas nos 82 municípios da área de concessão da Energisa Sul- Sudeste, que inclui interior de São Paulo, sul de Minas Gerais e Guarapuava (PR). A quantidade de energia desviada especificamente na região seria o suficiente para abastecer 6.958 residências durante um mês inteiro, ou ainda o equivalente a uma cidade do porte de Presidente Bernardes.

bottom of page