top of page
Buscar

Conseg de PV se reúne com telemotos que prestam serviço de 'delivery'


Nesta quinta-feira (27), o Conseg (Conselho de Segurança), em Presidente Venceslau, promoveu uma reunião com prestadores da atividade de telemoto que fazem entrega (delivery) na cidade.


A reunião aconteceu nas dependências da Câmara Municipal e contou também com participação de representantes da Polícia Militar e Polícia Civil, além dos conselheiros do órgão.


O Conseg está vinculado à Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e funciona como um apoio às força policiais na questão da identificação e resolução de problemas relacionados à segurança da comunidade.


Conforme Antonio Francelino da Silva, que preside o Conseg em Presidente Venceslau, "o órgão é o elo entre a comunidade e as autoridades policiais constituídas no município, cujo objetivo é o estreitamento da relação comunidade-polícia".


A reunião teve como pauta a postura, o cuidado , o zelo em que o profissional da atividade de telemoto e entregador de "delivery" precisam ter quando da utilização de suas motocicletas nas vias públicas do município.


Conforme o Conseg, o abuso na condução da motocicleta causa riscos não só a segurança própria do motociclista, mas também aos usuários das vias, principalmente aos pedestres.


“Estatísticas apontam que, no ano de 2022, apesar das motos ocuparem menos de 20% da frota dos veículos que circulam pelas ruas, os motociclistas representaram quase metade das mortes no trânsito", informa.


Os conselheiros enfatizaram a importância da atividade de entregador "delivery" e que o objetivo maior é a valorização da atividade, coibindo os excessos e abusos no trânsito cometidos por alguns motociclistas que causam sentimento de insegurança aos demais usuários das vias públicas.


Segundo o Capitão Cleber, comandante do policiamento da cidade, a Polícia Militar irá intensificar a fiscalização no sentido de coibir essas ações, focando também na questão da perturbação do sossego, onde muitos se utilizam de escapamento barulhento com a intenção de chamar a atenção no trânsito, prática contrária às normas do CBT (Código Brasileiro de Trânsito).


Conforme nota enviada pelo Conseg, será realizado um trabalho de conscientização junto às empresas que se utilizam do serviço "delivery”, no caso farmácias, pizzarias, lanchonetes, entre outras, objetivando a melhora do serviço no município.

Comments


bottom of page