top of page
Buscar

Daniel Alves avalia declarar-se culpado em caso de estupro para reduzir pena, diz jornal

Por Terra

Foto: Instagram


Depois de quase nove meses preso sob a acusação de estupro, o jogador Daniel Alves considera declarar-se culpado. A estratégia seria adotada para reduzir a pena do atleta. As informações são do jornal espanhol Mundo Deportivo. 


Daniel Alves mudou de advogada e agora é defendido por Inés Guardiola, advogada catalã especializada em agressões sexuais e direito penal. A nova estratégia da defesa do jogador é a admissão de culpa para chegar a um acordo com a justiça espanhola, reduzindo ao máximo a sua pena. Guardiola já estaria negociando um acordo com o juiz responsável pelo caso. 


Atualmente os crimes de agressões sexuais têm penas de 8 a 10 anos de reclusão. Além disso, o lateral-direito também deverá pagar uma indenização, ainda não definida,  à vítima.  O julgamento está previsto para acontecer até o final de novembro. Daniel Alves também foi condenado a pagar 150 mil euros (R$ 784 mil na cotação atual) como "fiança", que servirá para cobrir eventuais danos e prejuízos à suposta vítima, mas não para sair em liberdade condicional.  


Desde a sua prisão, Daniel Alves já contou cinco versões diferentes sobre o que aconteceu na noite de 30 de dezembro de 2022, na boate Sutton, em Barcelona, quando foi acusado de abusar sexualmente de uma jovem.

تعليقات


bottom of page