top of page
Buscar

Dois prudentinos são convocados para Ibero-Americano de Atletismo no Peru

Luíza Batista, 16 anos, e Murilo Henrique, 17 anos, treinam no Sesi/Santo André desde fevereiro, e tiveram hoje suas convocações confirmadas pela CBAT - O Imparcial


Luíza iniciou no atletismo na pandemia e em fevereiro foi para Santo André


A prudentina Luíza Camargos Batista, que treina no Sesi (Serviço Social da Indústria) de Santo André (SP), foi medalha de ouro na prova de salto com vara na categoria sub-18, no Campeonato Brasileiro de Atletismo, realizado de 11 a 13 de agosto, em Aracaju (SE). Além dela, o também prudentino, Murilo Henrique dos Santos Silva, 17 anos, que também treina na mesma escola e bateu o recorde na categoria de salto em distância. Ambos tiveram suas convocações confirmadas pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) para o Campeonato Ibero-Americano de Atletismo, que ocorre de 15 a 17 de setembro, em Lima, no Peru. “Estou extremamente feliz, realizada, porque minha filha é uma lutadora, foi morar em Santo André, com 16 anos, está estudando, treinando, se virando por lá. E eu sempre achei o esporte uma coisa muito importante. Então, posso afirmar que estou me sentindo muito alegre agora!”, exclama a mãe da atleta, a médica Luciana Kelly de Camargos Batista. A filha está em Santo André desde fevereiro e se mudou para lá com o objetivo de seguir a carreira de atleta. Ela conta que Luíza sempre gostou de esportes. Aos 5 anos já estava na ginástica artística. Na pandemia, ela era atleta de handebol de Prudente, porém pararam os treinos. O atletismo como era individual e ao ar livre continuou. E foi quando se interessou em ir treinar. De acordo com Luciana, na ocasião, o técnico dos dois, Yuri Ventura, que foi quem os descobriu e os treina até hoje, foi quem observou que Luíza tinha aptidão para o salto com vara.

Luciana menciona que além dele, os jovens têm como treinadores no Sesi/Santo André, Darci Ferreira Silva e Rosana Maria Soares. “Infelizmente, em nossa cidade, o esporte não é valorizado como deveria. E os nossos melhores atletas têm que sair, ir embora para buscar o seu reconhecimento, o seu treinamento adequado. Então, quando penso nisso, eu fico triste”, acentua a mãe da atleta prudentina.


Conquistas de Luíza

2022

  • Vice-campeã paranaense sub-20

  • Campeã paranaense sub18, sub-23 e adulto

  • Recordista paranaense sub-18

  • 3ª colocada no Campeonato Brasileiro Sub-18

  • 5ª colocação do Sul Americano

2023

  • Campeã Estadual Sub-18

  • Campeã Brasileira Sub-18

Comments


bottom of page