top of page
Buscar

Em um ano, casos de homicídio na região aumentam 83%, expõe SSP

Crimes patrimoniais, como o assalto, recuaram, sendo que, em 5 anos, a média de roubos por mês caiu de 35 para 20 registros, informa Deinter-8 - Com O Imparcial

CPI-8: taxa de prisões na região, de 529 por 100 mil habitantes, está entre melhores do Estado


Estatísticas criminais divulgadas na noite desta segunda-feira, pela SSP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo) revelam que, em um ano, os homicídios dolosos cresceram 83% na região de Presidente Prudente, ao passarem de 6 registros, em janeiro de 2023, para 11, no primeiro mês deste ano. Na mesma comparação, assim como nos últimos meses, os roubos seguiram em queda, desta vez, de 31%, ao recuarem de 29 para 20 casos.


Ainda de acordo com os dados da SSP, na região, os estupros também reduziram de 35 para 28 casos, entre janeiro de 2024 e 2024, um índice de 20%. Quanto aos furtos, estes passaram de 787 para 769, na mesma comparação. Também houve queda na formalização de flagrantes, de 269 para 242, mas, por outro lado, houve elevação no número de prisões, de 520 para 524.


Região entre as mais seguras do Estado

Para o CPI-8 (Comando de Policiamento do Interior), que abrange os quatro batalhões da Polícia Militar da região de Prudente, analisando os índices criminais do mês de janeiro de 2024 com janeiro de 2023, sua circunscrição, que abrange 67 municípios, “se manteve na média histórica, com tendência a redução, consolidando a região como a mais segura do Estado de São Paulo”.


Sobre as ocorrências de tráfico de entorpecentes, que caíram de 117 para 88, o CPI-8 ressalta que, apesar da redução, um indicador relevante também a ser considerado são as ações de combate a tal crime, em que, na taxa por 100 mil habitantes, o oeste paulista também está posicionado entre os melhores do Estado.

Commentaires


bottom of page