top of page
Buscar

Estado contrata 25 seguranças privados para escolas estaduais da região

Atualizado: 26 de out. de 2023

Profissionais atuarão em jornada de 44 horas semanais; unidades onde serão alocados foram selecionadas com base na vulnerabilidade da comunidade - Por O Imparcial

Contratados devem ter formação profissionalizante na área e não possuir antecedentes criminais


A partir desta semana, as escolas estaduais de São Paulo passam a contar com mais uma iniciativa para reforçar a prevenção a episódios de violência. A Seduc-SP (Secretaria da Educação do Estado de São Paulo) vai contratar um total de 1 mil seguranças privados que atuarão em unidades da capital, interior e litoral paulista. Até esta sexta-feira, 774 vigilantes iniciam a prestação dos serviços nas escolas, 25 deles na região de Presidente Prudente.


A Educação deve investir cerca de R$ 70 milhões anualmente nesse projeto. Inicialmente, 774 profissionais passam a atuar em 774 escolas. A licitação segue em andamento para a contratação dos outros 226 profissionais.


Os seguranças atuarão dentro das unidades escolares, em uma jornada de 44 horas semanais. Para alocação dos vigilantes, as escolas foram selecionadas pelas 91 Diretorias Regionais de Ensino com base em critérios como vulnerabilidade da comunidade e convivência no ambiente escolar.


As empresas vencedoras de licitação devem contratar seguranças homens e mulheres com formação profissionalizante na área. Outra regra imposta pela secretaria é que as empresas tenham consultado os antecedentes criminais dos trabalhadores antes da contratação.

Comments


bottom of page