top of page
Buscar

Estado de SP tem alta nos casos de tentativas de homicídio, furtos e estupros em 2023

Com G1

Viaturas da Polícia Civil de São Paulo — Foto: Divulgação/GESP


A Secretaria de Segurança Pública (SSP) divulgou nesta sexta-feira (26) os dados estatísticos de criminalidade no estado de São Paulo no ano de 2023.


De acordo com os números, o estado teve alta no número de tentativas de homicídios, furtos em geral e estupros, enquanto o total de homicídios, roubos e latrocínios tiveram queda.


Em 2023, o estado registrou 3.615 tentativas de homicídio, contra 3.499 de 2022. Alta de 3,32%.


Já os homicídios dolosos, tiveram recuo de 10,42% em relação ao ano anterior. No total, foram 2.606 óbitos registrados em 2023, contra 2.909 do ano anterior: 303 homicídios a menos.


Segundo a SSP, a taxa de homicídios do ano passado é a menor em 23 anos, registrando 5,72 casos para cada grupo de 100 mil habitantes.

“Esta foi a primeira vez desde 2001, início da série histórica, que o índice ficou abaixo de 6. A queda da taxa também foi puxada pela redução de casos no ano passado. O recuo das mortes intencionais começou a ser percebido a partir de maio”, disse a pasta.
Furtos, roubos e latrocínios

Em relação aos furtos em geral, o estado teve 576.278 registros desse tipo de crime no ano passado, que equivale a um aumento de 2,43% em relação aos doze meses de 2022, quando 562.610 furtos foram registrados.


No total, o estado de São Paulo teve 13.668 furtos a mais em todo o ano passado, frente a 2022.


Já os roubos tiveram recuo 6,21% em 2023. Foram 221.955 registros no ano passado, contra 236.644 em 2022.


Os registros de latrocínio - que é o roubo seguido de morte - também recuaram, passando de 178 casos em 2022 para 164 no ano passado. Queda de 7,87% em doze meses.


Alta recorde de estupros no estado

No caso dos estupros, houve alta em todos as modalidades desse tipo de crime.


O total de estupros cresceu 9,55%, passando 13.240 registros em 2022 para 14.504 no ano passado.


Esse é o maior número de casos da série histórica, que começou em 2001, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Yorumlar


bottom of page