top of page
Buscar

Família de aluno atingido por aparelho na academia faz campanha para custear despesas com tratamento

Regilânio da Silva Inácio, de 42 anos, foi atingido nos ombros por uma carga de 150 kg enquanto descansava entre exercícios. Ele sofreu uma lesão gravíssima e, segundo os médicos, tem 1% de chance de voltar a andar. - G1


A família de Regilânio da Silva Inácio, de 42 anos, iniciou uma campanha para ajudar nos custos da cirurgia e do tratamento depois que ele foi atingido por um aparelho de musculação (veja vídeo acima). O caso aconteceu na última sexta-feira (4) em uma academia em Juazeiro do Norte (CE), no Ceará.

Ele precisou passar por um procedimento de urgência ainda no sábado (5), que durou cerca de quatro horas. O homem, no entanto, tem 1% de chance de voltar a andar, segundo os médicos que o atenderam. Regilânio está consciente, mas não sente as pernas.

A cirurgia custou R$ 35 mil, conforme a família de Regilânio. Os custos se dividiram entre os familiares e a administração da academia onde ocorreu o acidente. Contudo, os familiares pedem ajuda por meio das redes sociais para arcar com as despesas do tratamento. Regilânio trabalhava como motorista de aplicativo. "Regi realizou a cirurgia para estabilização da coluna e consequente alívio da dor. O seu estado de saúde é estável, mas as chances de voltar a caminhar ainda são mínimas e as despesas do seu tratamento continuam altas", aponta o texto nas redes sociais.

Família de aluno atingido por aparelho na academia faz arrecadação online. — Foto: Reprodução Queda do aparelho O aparelho de musculação chamado "hack squat" caiu sobre os ombros de Regilânio enquanto ele descansava entre os exercícios. Ele sentou na plataforma da máquina e logo depois foi atingido por uma carga de 150 kg. O aparelho é usado para fazer agachamento convencional.

O acidente causou uma lesão na coluna considerada gravíssima pelos médicos e ele corre o risco de não andar mais. Conforme o neurocirurgião José Correia Junior, que atendeu o caso, os neurônios foram danificados de maneira importante com o impacto.

A cirurgia de Regilaneo consistiu em colocar pinos e parafusos para redução da fratura, com objetivo de fazer o realinhamento ósseo e descompressão da medula.

"A junção toracolombar, que é a transição da caixa torácica para a lombar, foi perdida a continuidade óssea. Não toca um osso no outro", complementou.

bottom of page