top of page
Buscar

Família de produtor morto com Marília processa empresa

Atualizado: 17 de jul. de 2023

Pai de Henrique Bahia destacou que processo movido é contra empresa, para que vínculo empregatício seja reconhecido e filho da vítima tenha direito a receber valores devidos. - Com G1

A família de Henrique Ribeiro, morto no acidente que também vitimizou a cantora Marília Mendonça, em novembro de 2021, precisou recorrer à Justiça Trabalhista para assegurar os direitos do filho do produtor musical. Nesta sexta-feira (14).


Mesmo sem poder dar detalhes sobre o processo, que corre em segredo de justiça, George Freitas detalhou que a ação foi movida pela mãe do filho de Henrique, e destacou que a família não abriu causa contra a família de Marília, de quem o produtor era muito amigo. "A mídia tem veiculado que estamos processando a família de Marília e isso não é verdade. O processo foi aberto contra o escritório que Henrique era funcionário, para que prestem esclarecimentos sobre o que ele tinha direito e que irá para o filho, uma criança que está desamparada até hoje. Eu não sou responsável pelo herdeiro, sou só o pai da vítima", informou George. "A gente torce para que tenhamos o reconhecimento do vínculo da empregatício de Henrique. Não é briga por indenização de nada, só queremos proteger o menor, meu neto. Se ele não tiver direito a nada a nada, está tudo certo". O g1 entrou em contato com a Sentimento Louco Produções Artísticas, que é alvo da ação processual, que confirmou a processo trabalhista. A empresa também informou que não pode fornecer detalhes sobre a causa, já que ele tramita em segredo de justiça por ter sido movido pelo filho de Henrique, uma criança de 10 anos representada pela mãe.

A Sentimento Louco Produções Artísticas disse que, assim como o espólio da cantora Marília Mendonça, buscou o diálogo e a resolução do caso pela via conciliatória desde o início.

bottom of page