top of page
Buscar

Faxina em 20 minutos: profissionais ensinam como fazer

Reservando um tempo para fazer a manutenção da casa diariamente, é possível aliviar o dia da limpeza pesada. Mas não dá para cuidar da casa inteira apenas nesse intervalo. - Com G1

A hora da faxina pode ser desesperadora para algumas pessoas, mas há formas de evitar que ela se torne um fardo.


Especialistas afirmam que criar um hábito diário de limpar a casa ajuda a deixar o ambiente sempre agradável e ainda permite que você alivie a sobrecarga de trabalho durante a faxina mais pesada do mês.

Veja as dicas de como se organizar para introduzir os 20 minutos diários de higienização da casa que facilitarão sua rotina de limpeza.

Dá para fazer faxina em 20 minutos?

Não se engane: é impossível fazer uma higienização completa da casa em 20 minutos, não importa o quanto você seja rápido. “O que dá pra fazer é uma manutenção”, afirma Humberto Celanti, diarista e criador do canal do YouTube Humdiarista. “A faxina em si – lavar, jogar água, tirar pó – demanda bastante tempo”.

Por isso, a faxina de 20 minutos é indicada mais como uma limpeza rápida diária, que não abrange todos os cômodos da casa. Mas nem todo mundo tem esse tempo todos os dias, por isso é importante saber o que priorizar.

“Só de você sair de casa com a louça lavada, já vai te dar mais energia quando você voltar”, diz Flavia Taulois, sócia do Ateliê da Casa, empresa especializada em higienização e organização.

Taulois enfatiza duas dicas principais sobre como dividir esse tempo:

  1. Separe 5 minutos para limpar a cozinha e 5 para os banheiros, lembrando sempre de trocar os lixos.

  2. Use os 10 minutos restantes para limpar outros espaços da casa, como quartos, sala e varanda, mas foque em apenas um desses por dia.

Além disso, existem hábitos que as pessoas podem criar para agilizar o processo de limpeza.

Técnicas e macetes para fazer faxina mais rápido

“O tempo de limpeza está ligado à organização. A casa fica mais prática de se limpar conforme estiver mais organizada”, diz Humberto Celanti. “A primeira dica é reservar um lugar certo para as coisas. Como é a bancada do seu banheiro? Muitas vezes ficam produtos de maquiagem, cabelo e higiene à mostra. Se essas coisas estiverem dentro de um armário ou caixa organizadora, dá para limpar mais rapidamente”, completa ele.

Flavia Taulois também recomenda manter um cesto preparado com os produtos e equipamentos principais que serão usados.

“Com 5 produtos você já consegue fazer a limpeza da casa toda: panos, lenços umedecidos que já vêm com desinfetante, mop, aspirador de pó e detergente”, afirma Taulois. “Se já estão todos juntos, você já agiliza bem esse processo”. “Dê preferência a produtos multiuso em spray, que são mais fáceis de aplicar, podem ser usados em diversas superfícies e não deixam resíduos”, recomenda Flavia Taulois. “Apenas não use em mármores e madeira”, completa.

"O detergente é um desengordurante coringa. E, para o banheiro, é bom ter um produto clorado, como o cloro em gel", acrescenta Humberto Celanti.

Já os panos podem ser do tipo descartáveis ou laváveis, desde que sejam de um tecido bastante absorvente, como microfibra ou algodão, segundo o criador de conteúdo.

Para a limpeza do piso, é importante investir em equipamentos que sejam confortáveis para não prejudicar a postura. “Um cabo extensível preserva sua ergonomia. Quem é mais alto acaba se encurvando muito ao usar os equipamentos de tamanho padrão e fica com dor na lombar. Falo por experiência”, diz Celanti, que tem 1,80 m de altura. O mesmo vale para mops e cabos de rodo ou esfregão.

Troque a vassoura por um aspirador: o aspirador de pó, recomendado pelos dois especialistas, é um dos aparelhos mais úteis na faxina, dispensando também o espanador.

“Você usa para limpar tudo, desde o piso e até o ar. Mas precisa ser um modelo bom, porque senão o pó acaba voltando pro ambiente e não chega a limpar”, conta Taulois. “Não é um investimento barato, mas é para a vida”.

Usar a vassoura, por outro lado, pode causar o efeito contrário e espalhar a sujeira, prejudicando a qualidade do ar – um problema para quem sofre com alergia – ou ainda sujando a superfície dos móveis.

"Quando você varre, as partículas menores de poeira ficam em suspensão no ar por muitas horas", explica a alergista Mayara Lorena. "O ideal é não varrer nem passar espanadores nos móveis, apenas aspirar ou então passar um pano úmido para tirar o pó".

Segundo a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia, aspiradores comuns também devem ser evitados. O ideal é comprar modelos com filtros que ajudam a manter o ar livre de impurezas, como o filtro HEPA.

Perigos da faxina

Apesar de serem populares na internet, as famosas “misturinhas” de produto apresentam riscos para a saúde das pessoas.

“Elas geram gases tóxicos”, avisa Celanti. “Misturar água sanitária com produtos que têm amônia pode te fazer ter uma parada respiratória. Sempre utilize os produtos somente de acordo com as instruções do rótulo”.

Celanti também indica o uso de luvas, para evitar contaminação química ou biológica por toque, e de sapatos antiderrapantes.

“Além disso, nunca coloque sua integridade física em risco tentando limpar regiões de difícil acesso, como sacadas. Nesse caso, chame um profissional para fazer essa limpeza”, completa o criador de conteúdo.

Comments


bottom of page