top of page
Buscar

Fernanda Gentil revela que está com Paralisia de Bell; entenda o que é

A jornalista contou, em vídeo publicado no YouTube, que sentiu um lado da boca dormente após mandar beijos para os afilhados - Com CNN Brasil

Foto: Reprodução/YouTube

x

Em vídeo publicado no seu canal no YouTube, no sábado (24), a jornalista Fernanda Gentil revelou que está com paralisia de Bell, uma condição caracterizada pelo enfraquecimento ou perda dos movimentos dos músculos de um lado do rosto.


“Senti de novo um incômodo na boca, isso está estranho. Algum movimento que eu estou fazendo está me incomodando, me machucando”, conta a jornalista, no vídeo. “Fui fazendo movimentos novos, só mandando beijos, e não saía, a boca meio que não firmava”, relata.


Foi, então, que ela começou a desconfiar de que algo não estava bem com sua saúde e decidiu buscar ajuda médica. Após consultas com médicos, que descartaram a possibilidade de um AVC (Acidente Vascular Cerebral), Fernanda foi diagnosticada com Paralisia de Bell. Veja o relato completo no vídeo abaixo:



O que é paralisia de Bell?

A paralisia de Bell é um tipo de paralisia do nervo facial que leva ao enfraquecimento ou perda repentina do movimento dos músculos do rosto. O nervo facial é responsável, além da movimentação muscular, pela salivação e por estimular as glândulas lacrimais.


Entre as causas para a paralisia de Bell estão infecções virais, como o herpes labial e o herpes zóster, que podem levar à inflamação do nervo facial. Outros vírus, como o da Covid-19, citamegalovírus e os da caxumba, rubéola, mononucleose ou gripe também podem causar a paralisia.


Entre os sintomas da paralisia de Bell, estão:

  • Dor atrás de um olho, geralmente no lado afetado;

  • Rigidez e paralisia de um lado do rosto;

  • Perda do paladar em uma parte da língua, no lado afetado;

  • Dificuldade para enrugar a testa, piscar ou fazer careta de um lado do rosto;

  • Sensação de peso em um lado do rosto;

  • Produção de saliva afetada (boca seca ou produção excessiva de saliva).

O diagnóstico é feito através da avaliação médica, levando em consideração os sintomas, e de exames de imagem, como raio-X, ressonância magnética ou tomografia computadorizada do cérebro.


É possível diferenciar a paralisia de Bell do AVC devido a forma como os sintomas se manifestam: enquanto na paralisia do nervo facial apenas um lado do rosto é afetado, no AVC, todo o lado do corpo pode ficar paralisado ou enfraquecido, prejudicando os movimentos de braços e pernas também, por exemplo.


O tratamento pode ser feito com o uso de medicamentos corticoides, como o prednisona, e de colírios, quando a condição afeta o movimento dos olhos. Quando a paralisia é parcial, a maioria dos pacientes se recupera por completo em algumas semanas.

Comments


bottom of page