top of page
Buscar

Filho é preso suspeito de torturar pai idoso e divulgar imagens na web

Atualizado: 10 de out. de 2023

Por Terra

Foto: Reprodução/Balanço Geral/Record TV


Um homem, de 42 anos, foi preso suspeito por torturar o pai, de 69, e divulgar as imagens na internet em Valparaíso de Goiás (GO). O investigado foi localizado e detido após um trabalho conjunto feito pela 1ª Delegacia de Polícia do município, com o apoio do 20º Batalhão da Polícia Militar e da Assistência Social. 


A prisão, realizada por meio da operação denominada 'Jogos Mortais', ocorreu na última quinta-feira, 5. Segundo a Polícia Civil informou ao Terra, após a divulgação de fotos e vídeos do pai sendo torturado pelo filho, publicados no próprio status de aplicativo de mensagens do investigado, as mídias acabaram sendo difundidas nas redes sociais da região.


"A partir da identificação do suspeito, o idoso foi localizado em situação degradante, com sua dignidade humana sendo violada. A vítima foi encontrada com a vida em risco, sendo imediatamente levada para atendimento médico", informou a Polícia, por meio de nota. 


O filho foi preso em flagrante pelas práticas dos delitos de tentativa de homicídio qualificado pela tortura e apropriação de bens, proventos e qualquer outro rendimento de pessoa idosa. A autoridade policial também representou pela prisão preventiva do suspeito.


Torturas registradas por próprio filho

Dentro os vídeos que mostram as torturas praticadas contra a vítima, divulgados no Balanço Geral, da Record TV, é possível ver o suspeito gritar com o pai, que está sentado e sem camisa. Ele diz para o idoso se levantar, mas a vítima parece não ter força para isso. 


Registros ainda mostram que a casa onde o idoso vivia com o filho estava em condições precárias, suja e cheia de lixo espalhado pelo chão. Além disso, o colchão que o pai do investigado dormia estava rasgado e não tinha lençol. 


Em outro vídeo, o idoso parece estar se queixando de dor, enquanto o filho manda ele calar a boca para não atrapalhar seu sono: "Cala a boca que eu quero dormir", disse ele. 


Com tom de deboche, o suspeito publicava fotos do pai debilitado nas redes sociais. De acordo com a reportagem, a Polícia Militar foi ao local e encontrou a vítima com machucados, fezes e urina pelo corpo.

Comments


bottom of page