top of page
Buscar

Frigorífico de Pirapozinho tem Certificação Halal


Após conclusão de processo de auditoria, realizado por instituição islâmica reconhecida, o frigorífico Naturafrig, em Pirapozinho, que possui 1.250 colaboradores diretos, tem certificação Halal. “Nessa auditoria são avaliados se os processos da indústria e a documentação atendem uma série de requisitos específicos Halal, de acordo com normas internacionais”, explica como a certificação é obtida, Tatiane Ganda Noronha, 40 anos, gestora corporativa das quatro unidades da empresa que está localizada ainda em Barra do Bugres (MT), Rochedo (MS) e Nova Andradina (MS).


Segundo ela, essa certificação é essencial para a Naturafrig viabilizar a comercialização de carne bovina, bem como de outros subprodutos, como o couro, para mercados com predominância de população muçulmana. “Dessa forma, a certificação Halal possibilita a conquista de mercados do Oriente Médio, África, China, outros países asiáticos, e até mesmo para atendimento de nichos no mercado interno e países da Europa, que possuem grande população islâmica”, acrescenta.


Conforme Tatiane, ao contrário do que muitos pensam, a maior parte da população islâmica do mundo não está situada no Oriente Médio, mas no sul e sudeste asiático. “Portanto, trata-se de um vasto mercado a ser conquistado e esta certificação agrega ao produto vantagens competitivas tanto a curto como em longo prazo, quando se considera o crescimento projetado deste mercado”, completa.


Tatiane salienta que a Naturafrig exporta atualmente para mais de 40 países. Dentre os principais destinos de sua carne estão países com grande presença de população islâmica, “e para os quais produzimos produtos Halal, como China, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Palestina e Líbano”.

De acordo com a Shariah

Para quem desconhece tal certificação, a gestora de qualidade explica que a palavra Halal no idioma árabe significa permitido, autorizado, ou seja, está de acordo com as regras estabelecidas pela Lei Islâmica (Shariah) que rege os costumes e a vida diária dos muçulmanos. “No contexto alimentício, refere-se a alimentos e bebidas que são considerados puros, seguros e permitidos para consumo, de acordo com a Shariah”, expõe a gestora da unidade.


Nesse contexto, de acordo com Tatiane, a Certificação Halal consiste em um processo pelo qual uma organização islâmica reconhecida atesta a aptidão da indústria em praticar os procedimentos Halal, desde o abate dos animais até a comercialização dos produtos destinados aos consumidores muçulmanos. “Deste modo, quando um consumidor islâmico adquire um produto com a certificação Halal, sabe que ele foi produzido respeitando as regras estabelecidas por sua religião”, acentua. (Do O Imparcial)

Σχόλια


bottom of page