top of page
Buscar

Governador Tarcísio de Freitas projeta corte de 5 mil cargos comissionados


O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), disse neste sábado (02) que deve encaminhar à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) uma reforma administrativa com redução de 5 mil cargos em comissão, com possibilidade de chegar a 10 mil cargos a menos.


O governador afirmou, durante o ExpertXP, que recursos privados são necessários para o Estado. “Temos limitação de ordem fiscal muito severa. Não tem outra opção se quisermos impulsionar investimentos. Temos de buscar investimentos privados”, disse.


Tarcísio afirmou ainda que o programa estadual de parcerias e investimentos mira a expansão do metrô para a região metropolitana, das linhas da CPTM, bem como a privatização da Empresa Metropolitana de Águas e Energia.


Regionalização da saúde


Uma reorganização das unidades de saúde e dos investimentos na área de acordo com as necessidades e demandas de cada região. É esse o principal objetivo do programa de Regionalização da Saúde. O projeto está em curso na Secretaria de Estado da Saúde desde o início do ano.


Essa nova dinâmica visa buscar a diminuição das desigualdades entre as regiões para aumentar a eficiência do gasto público, ampliando a oferta de serviços, diminuindo as filas e reduzindo a distância que as pessoas precisam percorrer para conseguir atendimento.


“Quando se fala em Regionalização, estamos falando em construir redes regionais. Com o processo de municipalização, houve uma fragmentação. Isso não é viável. Não tem como cada município resolver sozinho os seus problemas”, afirma o consultor da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) e coordenador do Programa de Regionalização, Renilson Rehem.


Além da OPAS, a Secretaria da Saúde conta com a parceria do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde de São Paulo no projeto. A primeira etapa, já em andamento, é a realização de oficinas macrorregionais para coletar e ouvir os principais gargalos e demandas dos gestores da saúde nos municípios.


A ação também integra o projeto do Gabinete 3D, que busca aproximar o governo paulista dos gestores e populações dos municípios.


“O que estamos tentando fazer é, primeiro, abrir esse diálogo regionalmente, tanto do Estado com os municípios como entre os próprios municípios, para que se possa construir essa rede na região. A população vai automaticamente ser beneficiada, porque vai ter mais acesso aos serviços, com mais qualidade e mais perto de casa”, explica Rehem.

Comments


bottom of page