top of page
Buscar

Grupo criminoso alvo da Operação 'Safe Box' é condenado em PP

Com Assessoria

Após intensas investigações e três fases da Operação ”Safe Box”, deflagrada pela CPJ-Central de Polícia Judiciária de Presidente Prudente, o grupo criminoso responsável por uma série de furtos em comércios e residências na região recebeu sua condenação.


Os exitosos trabalhos de Polícia Judiciária e persecução penal levaram os membros do grupo às seguintes sentenças: uma pena privativa de liberdade de 21 anos, 04 meses e 20 dias de reclusão em regime inicial fechado; uma pena de 30 anos, 06 meses e 27 dias de reclusão em regime inicial fechado; foi condenado a 32 anos e 07 meses de reclusão em regime inicial fechado e; uma pena de 04 anos de reclusão em regime inicial aberto.


É relevante notar que os condenados em regime inicial fechado já se encontram presos desde maio de 2023, quando foi deflagrada a 3ª fase da Operação Safe Box.


A investigação teve como alvo um grupo que praticava furtos em comércios e residências na área de Presidente Prudente. O modus operandi envolvia o arrombamento de cofres nos imóveis para subtrair joias, dinheiro e armas, o que motivou o nome da operação.


Ao todo, foram registrados mais de 29 furtos em comércios e residências com arrombamento de cofres em Presidente Prudente, Álvares Machado e Pirapozinho, com um montante subtraído que ultrapassa um milhão de reais.


Na primeira fase da operação, foram cumpridos 14 Mandados de Busca e Apreensão nas cidades de Presidente Prudente e Presidente Epitácio. Diversos objetos foram apreendidos, incluindo celulares, um drone, um computador, um notebook, DVRs e HDs, além de ferramentas e imãs utilizados para arrombar cofres, roupas e calçados.


A análise desses objetos levou à identificação de mais um suspeito, desencadeando a segunda fase da operação, que resultou na prisão de outros membros do grupo.


Na terceira fase, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, além de cinco mandados de prisão temporária, convertidos posteriormente em prisões preventivas.


A CPJ de Presidente Prudente reafirma seu compromisso com a segurança pública e o combate à criminalidade na região, garantindo que os responsáveis pelos delitos sejam devidamente responsabilizados perante a justiça.








Kommentare


bottom of page