top of page
Buscar

Júri popular condena a 23 anos de prisão homem que assassinou a própria esposa a facadas em Dracena

Atualizado: 25 de ago. de 2023

Justiça negou a Paulo Henrique Santiago o direito de recorrer em liberdade. - G1 Presidente Prudente

Paulo Henrique Santiago matou a esposa Simone Rodrigues Santiago a facadas em Dracena (SP) — Foto: Reprodução/Facebook


A Justiça condenou a uma pena de 23 anos de reclusão, no regime inicial fechado, o réu Paulo Henrique Santiago, acusado de assassinar a facadas a sua própria esposa, Simone Rodrigues Santiago, em Dracena (SP).


O julgamento pelo júri popular foi realizado nesta quarta-feira (23), no Fórum da Comarca de Dracena, e resultou na condenação do réu por feminicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

De acordo com a sentença, a sistemática do júri conduz à convicção de que a condenação permite a execução provisória da pena, independentemente da interposição de eventual recurso. Deste modo, a Justiça manteve a prisão anteriormente decretada e negou ao réu o direito de recorrer em liberdade.

A Polícia Civil informou que a vítima e o marido não tinham histórico de violência. O suspeito, após esfaquear a esposa, ligou para um dos filhos e disse-lhe: "Me perdoe, me desculpe, eu matei a sua mãe".

Após golpear a esposa, o marido ainda tentou se matar, mas acabou socorrido com vida e encaminhado a atendimento médico.

Comentarios


bottom of page