top of page
Buscar

Janeiro Branco alerta para cuidado com saúde mental e emocional

Com O Imparcial

É preciso cuidado com a saúde mental e emocional humana. E com o objetivo de lembrar e ou alertar a população sobre este assunto tão importante, neste mês é promovida a campanha Janeiro Branco. A psicóloga Jéssica Larine Souza Oliveira Cardoso, 34 anos, exalta que começar o ano abordando esse tema é bastante importante, uma vez que inicia-se um novo período na vida de todos e, por vezes, de muitas incertezas.


“Isso dentro de nossa própria condição humana. No começo de ano, desejamos prosperidade, dinheiro, alcançar objetivos, viajar... Tudo isso só é possível com o nosso corpo e mente saudáveis. Então, porque não colocar esse cuidado como meta sem se negligenciar, olhando para si com maior atenção e prioridade? Nossa meta de vida e de ano tem que ser a de estarmos bem com nós mesmos e posteriormente com o próximo”, denota a profissional.


De acordo com a psicóloga, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), saúde mental é um estado de bem-estar, possibilitando desenvolver habilidades pessoais, harmonizarmos nossos desejos, capacidades e ambições, responder aos desafios da vida e contribuir com a comunidade. E como cuidar do emocional? “Uma forma de cuidar da saúde mental é manter hábitos saudáveis e, principalmente, buscar ajuda sempre que necessário, mesmo que seja como uma manutenção da saúde emocional”, coloca.


Sinais de alerta

Jéssica cita que um dos principais sinais de adoecimento é o embotamento afetivo, ou seja, a dificuldade de demonstrar emoções e sentimentos, pensamentos negativos, falta de paciência, inquietações, cansaço excessivo e dores de cabeça e no corpo. E, ainda, a negativa de que precisa de ajuda profissional.


Por isso, segundo ela, falar sobre este assunto é viável em todos os dias e meses, não apenas em janeiro.


A psicóloga destaca que hábitos saudáveis podem ser adotados no dia a dia para melhorar ou manter a saúde mental. “A prática de exercícios físicos, alimentação adequada, boa rotina de sono e até boas relações pessoais influenciam diretamente nessa melhora e/ou manutenção da saúde física e emocional”, orienta.


Mente sã, corpo são

Quando a pessoa está doente, não receber o devido acompanhamento profissional pode desencadear uma piora significativa do quadro psíquico emocional, levando ainda o indivíduo a perder a motivação de viver ou interagir com outros. 


“Isso acarreta também no adoecimento físico em sua amplitude. Uma ajuda profissional adequada faz com que a pessoa desenvolva um sistema de apoio em sua recuperação, incluindo amigos e familiares”, pontua a especialista.

コメント


bottom of page