top of page
Buscar

Japão perde o posto de passaporte mais poderoso do mundo; Brasil segue em 19º

Japoneses lideravam ranking havia cinco anos; Cingapura encabeça lista dos passaportes mais valiosos do mundo pela primeira vez - Com Forbes

A lista de 2023 do Henley Passport Index, que se baseia em dados oficiais e exclusivos da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) para ranquear os passaportes mais valiosos do mundo, revelou um novo vencedor: pela primeira vez em cinco anos, o Japão saiu do primeiro lugar e passou a coroa para Cingapura, cujos cidadãos agora podem visitar, sem visto, 192 dos 227 destinos pesquisados ​​pela Henley. Já o Brasil aparece na 19ª colocação, mesma posição do ranking de 2022.


O Japão se junta a outras seis nações em terceiro lugar, com 189 destinos isentos de visto: Áustria, Finlândia, França, Luxemburgo, Suécia e Coreia do Sul.


Surpreendentemente, o Reino Unido subiu após seis anos de declínio e ficou em quarto lugar — a colocação mais alta desde 2017 —, com 188 países isentos de visto. Os EUA, no entanto, não tiveram a mesma sorte e continuam caindo no índice, este ano ocupando o oitavo lugar, com 184 destinos listados como isentos de visto — o mesmo que a Lituânia. Para se ter uma ideia, uma década atrás, os EUA e o Reino Unido estavam bem no topo do Índice Henley. A desaceleração serve para mostrar o impacto que as mudanças geopolíticas estão tendo em todo o mundo.


Na parte inferior do ranking está o Afeganistão, cujos portadores de passaporte podem visitar apenas 27 destinos sem visto. Logo acima está o Iraque, com uma pontuação de 29, e a Síria, com 30, completando os três passaportes mais fracos do mundo.


Observando a tendência geral ao longo dos 18 anos de história do Índice Henley, o número médio de destinos com acesso sem visto quase dobrou de 58, em 2006, para 109, em 2023. Apesar disso, a diferença global de mobilidade entre os países com classificação superior e inferior é maior do que nunca – os portadores de passaporte de Cingapura podem visitar 166 destinos sem visto a mais do que os com passaporte do Afeganistão.

bottom of page